DigiForum, comunidade online de fotografia e equipamentos fotográficos. Desde 2004 não apenas uma referência, mas sim uma realidade. Mais de 1 milhão de pessoas já obtiveram respostas sobre fotografia em nosso site. Mensalmente somos visitados por mais 140.000 visitantes únicos mensais. São 1.400.000 pageviews mensais feitos por visitantes humanos (já descontados os bots). DigiForum, comunidade online de fotografia e equipamentos fotográficos. Desde 2004 não apenas uma referência, mas sim uma realidade. Mais de 1 milhão de pessoas já obtiveram respostas sobre fotografia em nosso site. Mensalmente somos visitados por mais 140.000 visitantes únicos mensais. São 1.400.000 pageviews mensais feitos por visitantes humanos (já descontados os bots).
 FAQ  • Regras  • Pesquisar  • Membros  • Grupos  • Staff  • Portal  • Twitter DF  • Facebook DF
Registrar  • Meu Perfil  • Entrar e ver Mensagens Particulares   • Galeria de Fotos   • Loja Virtual   • Login
 [Artigo] Exposição em Fotografia - Definição e Conceitos

Exibir próxima mensagem
Exibir mensagem anterior

Receber rss deste tópico
Responder Mensagem
Autor Mensagem

Ranyere Nobrega
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum










Registrado em: Sexta-Feira, 23 de Janeiro de 2004
Mensagens: 7456
Localização: Recife (PE)

 


MensagemEnviada: Ter Jan 17, 2006 3:16 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

________________________________________________
Artigo de autoria de Filipi Salles


Definição

Este é um assunto de suma importância na fotografia, pois denominamos Exposição à prática de sensibilizar a película/sensor com uma determinada quantidade de luz, que é por nós controlada através dos mecanismos de diafragma/obturador que a câmera oferece.
O controle desta luz, portanto é o que irá determinar o balanceamento dos tons de cinza do assunto, e, conseqüentemente, os contrastes deste, sempre levando em conta a qualidade de luz incidente no assunto original. A escolha de uma determinada exposição define um equilíbrio harmônico dos tons de cinza distribuídos pelo negativo, e isso já pressupõe um sentido estético, uma vez que se trata de uma interpretação da luz.
Portanto, em termos práticos, Exposição é o controle da luz para sensibilizar um filme.
Apesar de, a grosso modo, não existir uma exposição "correta" universalmente falando, existe, de maneira relativa, uma exposição correta para cada tipo de foto, ou ainda, para cada tipo de luz e objeto, estimulando o fotógrafo a buscar a melhor interpretação para aquela determinada situação através da exposição.
Portanto, de uma maneira genérica, a exposição correta de um filme é aquela que equilibra da maneira mais harmônica os tons de cinza do assunto escolhido. Esse balanceamento de tons é sempre considerando uma determinada fonte de luz, cuja natureza e intensidade modificará esta exposição. O grande trabalho do fotógrafo neste quesito é escolher a melhor exposição, tarefa nem sempre simples mesmo para fotógrafos muito experientes.

Tecnicamente, a exposição leva em conta os seguintes fatores:
1. Sensibilidade do filme/sensor
2. Tempo de exposição (Obturador)
3. Área de entrada de luz na objetiva (Diafragma em f/stops)


LEI DE RECIPROCIDADE

Todos esses fatores possuem unidades de medida já mencionadas (os f/stops para o diafragma, as frações de segundo para tempo de exposição, e os números ISO para sensibilidade) que estabelecem uma relação de RECIPROCIDADE entre si, uma vez que todos são regidos pela razão 2:1 em termos de quantidade de luz. Nestes termos, tanto o obturador (Tempo de Exposição), o diafragma (área útil de entrada de luz) e a Sensibilidade do filme (ISO), podem ser compensados mutuamente por representarem, em cada unidade de suas medidas, o dobro ou a metade da luz que estará entrando na câmera. A partir dessa razão, é possível também estabelecer meios e terços de exposição, tal qual foi mencionado nos capítulos anteriores. Assim, o controle da exposição é basicamente aprender a converter uma leitura matemática de quantidade de luz em tons de cinza.

Como exemplo, se a leitura de um fotômetro (v.adiante) indica uma exposição como sendo obturador 1/125 e f/5.6, esta é apenas uma das possibilidades de expor corretamente o filme. Se, para obter maior profundidade de campo, por exemplo, desejo fechar o diafragma para f/11, então, fecho dois pontos (ou 2 stops) no diafragma, que equivale a cortar 4 vezes a quantidade de luz. Se expuser o filme nessas condições, estarei sub-expondo o filme, e para que tal não aconteça, devo compensar esta leitura no obturador, deixando entrar a mesma quantidade de luz que foi perdida no diafragma. Devo, portanto, usar 1/30 no tempo de exposição.

Se, ao contrário, minha intenção é congelar um movimento rápido de meu assunto, 1/30 não é, definitivamente, um tempo recomendável. Digamos que eu queira usar 1/500: neste caso, obtenho a mesma exposição de 1/125 e f/5.6 com 1/500 e f/2.8, perdendo profundidade de campo mas possibilitando o congelamento da ação. Como a quantidade de luz que entra em ambas exposições é a mesma (1/125~f/5.6 e 1/500~f/2.8), dizemos que estas, para essa situação, são exposições EQUIVALENTES. Se desejo, entretanto, tanto boa profundidade quanto congelamento, só há duas saídas possíveis: Aumentar a quantidade de luz existente no assunto ou utilizar um filme de maior sensibilidade, arcando com as conseqüências das propriedades sensíveis do filme (granulação, menor contraste, etc..).




Image



Image



Image
Da esquerda para a direita, 3 exposições diferentes, f/2 ~ 1/15, f/2 ~ 1/30 e f/2 ~1/60, representando 1 stop de diferença cada. Reparem que em ambos os casos o foco está na estante e não no instrumento, e como o diafragma não se altera, a profundidade de campo é a mesma.




Image



Image
Duas exposições equivalentes a f/2 ~1/30: f/4 ~ 1/8 (esq.) e f/8 ~1/2 (dir.). Ambas são consideradas EQUIVALENTES.
Apesar disso, a foto f/2 ~1/30 parece um pouco mais escura que as demais, e isso se deve à FALHA NA LEI DE RECIPROCIDADE, quando utilizamos os recursos das objetivas em seu limite, com a abertura máxima.
Reparem que, apesar da mesma exposição, a profundidade de campo vai gradativamente aumentando com o fechamento do diafragma. (Foto: Filipe Salles)


A mesma regra de reciprocidade é válida para os valores de sensibilidade. Se estou usando um filme de ISO 100 mas quero superexpor, por exemplo, 1/3 de diafragma por todo o filme (por razões de contraste, por exemplo), é mais fácil colocar no fotômetro que o filme é de ISO 80 (1/3 menos que 100), pois assim o fotômetro sempre me indicará a exposição correta com 1/3 compensado. Se quero superexpor 1 ponto, basta fotometrar como ISO 50, que automaticamente minha fotometragem estará dando 1 stop mais aberto.

O FOTÔMETRO

Todos os valores obtidos na exposição sempre serão variáveis entre si em função da QUANTIDADE DE LUZ existente no plano em que se quer fotografar. Ou seja, um mesmo filme, com diafragma e obturador na mesma posição, apresentará resultados diferentes em função das diferenças de luz existentes sobre um assunto medido.
Então, como saber qual é a exposição correta, se em cada situação a luz se apresenta de maneira diferente? É através do fotômetro, equipamento indispensável ao fotógrafo, que faz justamente a leitura da luz para que se possa determinar os valores de exposição a serem utilizados.

Como vimos, no início da fotografia, a sensibilidade era um fator que dependia da fórmula e da maneira com que o fotógrafo produzia suas emulsões, variando enormemente de fórmula para fórmula. Ele precisava fazer uma série de anotações para saber quais as condições de luz ideais para imprimir determinada fotografia. Mas com a indústria fotográfica, esses fatores também precisaram seguir um padrão, e assim foi possível a invenção de instrumentos que ao medir a luz, traduzissem a quantidade de luz em exposição baseada em obturador e diafragma. O fotômetro nada mais é que uma máquina de calcular, que traduz valores luminosos em índices de exposição. A maioria dos fotômetros trabalha a base de fotocélulas de selênio, metal que é capaz de transformar a luz incidente em impulsos elétricos e assim gerar uma medida. Essa medida é feita geralmente numa escala chamada foot-candles (os fotômetros modernos trabalham com EV ou ainda lux), e convertida pelo próprio fotômetro, através de um ábaco ou então um chip eletrônico (no caso dos digitais), em valores de tempo de exposição e diafragma, sempre segundo uma determinada sensibilidade. Este valor, já traduzido para stops, é o ponto em que a luz medida será interpretada pelo filme como CINZA MÉDIO.




Image
Escala de cinzas do Sistema de Zonas de Ansel Adams




Image
Imagem tirada do livro de Ansel Adams, explicando onde cada ponto medido cai na escala de cinza. Para este tipo de medida é necessária a utilização de spot meter e fazer anotações das exposições encontradas. O cinza médio corresponde à zona V.

O Cinza médio é uma tonalidade específica de cinza que reflete 18% de luz, e que representa um ponto intermediário na escala de tons visíveis, do preto mais profundo ao branco mais brilhante. O fotômetro tem a função de fornecer uma referência ao fotógrafo, para que ele saiba como determinado assunto será registrado em tons de cinza (que é válido tanto para filmes coloridos como preto-e-branco), e essa referência é exatamente o cinza médio.

Citação:
Todo o fotômetro está calibrado para fornecer uma exposição que se traduz em cinza médio no negativo ou positivo.



__________________________________________________________
Filipe Salles é fotógrafo e cineasta; mestre em Comunicação
e Semiótica pela PUC/SP e leciona Fotografia na FAAP,
PUC/SP e USJT.

celso larrossa
Muito Participativo
Muito Participativo










Registrado em: Segunda-Feira, 5 de Setembro de 2005
Mensagens: 829
Localização: Pelotas - RS

 


MensagemEnviada: Qua Jan 18, 2006 10:29 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Parabéns, muito bom seu artigo.
Nele está a explicação do porquê de ao fotometrar uma parede branca com o fotômetro da câmera ou manual, esta se apresentará cinza.
Desta forma, é fácil constrir sua própria escala de cinzas.

Ranyere Nobrega
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum










Registrado em: Sexta-Feira, 23 de Janeiro de 2004
Mensagens: 7456
Localização: Recife (PE)

 


MensagemEnviada: Ter Jan 24, 2006 10:26 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Movendo para a Sala Especial

PNunes
Usuário Participativo
Usuário Participativo










Registrado em: Quarta-Feira, 25 de Janeiro de 2006
Mensagens: 214
Localização: Rio de Janeiro

 


MensagemEnviada: Ter Jan 31, 2006 12:47 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Muito bom o artigo. O básico da fotografia é isso aí.
E o melhor de tudo é conhecer a técnica para decidir não aplicá-la. Já fiz fotos que ficaram muito melhores com 1 stop de subexposição do que com o fotômetro no zero.
Outro teste legal é para fotos com altas luzes e sombras. Se forem feitas três fotos, uma subexposta, uma no zero e uma superexposta, o resultado é completamente diferente. É preciso saber o que se quer fotografar nestas situações para saber como deixar o fotômetro.

marciofs
Usuário Participativo
Usuário Participativo

Avaliações Positivas4

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Quarta-Feira, 23 de Agosto de 2006
Mensagens: 206

 


MensagemEnviada: Sex Set 15, 2006 3:06 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Parabens... Mais um Topico super Abs

gronquini
Usuário em Aprovação, menos de 20 posts
Usuário em Aprovação, menos de 20 posts










Registrado em: Sábado, 7 de Março de 2009
Mensagens: 20
Localização: Canadá

 


MensagemEnviada: Sáb Abr 25, 2009 11:14 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Muito bom! yeah

Vinicius Catto
Usuário Participativo
Usuário Participativo










Registrado em: Domingo, 9 de Agosto de 2009
Mensagens: 138
Localização: Botucatu - SP

 


MensagemEnviada: Qui Nov 18, 2010 2:15 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Sem comentários, muito bom. yeah

danielkreidlow
Usuário Participativo
Usuário Participativo










Registrado em: Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2009
Mensagens: 325
Localização: Parobé - RS

 


MensagemEnviada: Seg Jun 27, 2011 4:27 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

estou tentando aprender mais um pouco...
valeu pelo tópico...
yeah
Mostrar os tópicos anteriores:      
Publicidade
Parceiros DigiForum
Responder Mensagem


 Ir para:   



ao menos uma das palavras
todas as palavras
frase exata



Receber rss deste tópico
Exibir próxima mensagem
Exibir mensagem anterior
Enviar Mensagens Novas: Proibido.
Responder Tópicos Proibido
Editar Mensagens: Proibido.
Excluir Mensagens: Proibido.
Votar em Enquetes: Proibido.


Powered by phpBB :: phpBB Group :: FI Theme (modified) :: Todos os horários são GMT - 3 Hours :: Spam Poison :: Spam Catcher