DigiForum, comunidade online de fotografia e equipamentos fotográficos. Desde 2004 não apenas uma referência, mas sim uma realidade. Mais de 1 milhão de pessoas já obtiveram respostas sobre fotografia em nosso site. Mensalmente somos visitados por mais 140.000 visitantes únicos mensais. São 1.400.000 pageviews mensais feitos por visitantes humanos (já descontados os bots). DigiForum, comunidade online de fotografia e equipamentos fotográficos. Desde 2004 não apenas uma referência, mas sim uma realidade. Mais de 1 milhão de pessoas já obtiveram respostas sobre fotografia em nosso site. Mensalmente somos visitados por mais 140.000 visitantes únicos mensais. São 1.400.000 pageviews mensais feitos por visitantes humanos (já descontados os bots).
 FAQ  • Regras  • Pesquisar  • Membros  • Grupos  • Staff  • Portal  • Twitter DF  • Facebook DF
Registrar  • Meu Perfil  • Entrar e ver Mensagens Particulares   • Galeria de Fotos   • Loja Virtual   • Login
 Entrevista: Silvia Linhares

Exibir próxima mensagem
Exibir mensagem anterior

Receber rss deste tópico
Responder Mensagem
Autor Mensagem

peridapituba
Eu moro aki!
Eu moro aki!

Avaliações Positivas3

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 11 de Mai de 2007
Mensagens: 14733

 


MensagemEnviada: Seg Mai 23, 2011 7:10 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Sílvia Linhares escreveu:
Outra coisa chata é preço, como eu já disse no início da entrevista... Muitos chegam, tipo, Silvia, me manda a foto tal, me manda aquela, manda por e-mail e pagamento que é bom poucos são os que se oferecem para pagar. E quando você diz que é tanto, te olham torto.


Você acha que o profissional de fotografia, e a fotografia como produto, ainda são subvalorizados porque existe pouco entendimento neste aspecto?

Ou seja, a fotografia ainda é vista apenas como algo familiar e de recordação, por isto este comportamento que você descreveu?

Silvia Linhares
Mega Participativo
Mega Participativo

Avaliações Positivas8

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 26 de Outubro de 2007
Mensagens: 1783
Localização: São Paulo

 


MensagemEnviada: Seg Mai 23, 2011 9:43 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

peridapituba,

Bom Peri, isso me atormenta e tô ficando chata com isso...

O que eu penso é que as pessoas não valorizam porque a fotografia digital é um bem incorpóreo*. (*Bens Incorpóreos: Não tem existência tangível, que pode ser tocado)

A fotografia digital é uma produção intelectual visível, mas intocável. O mundo é movido a imagens, hoje em dia é a base de todo comércio, de todo negócio, é praticamente impossível vivermos sem a sua produção.

Mas como não pode ser apalpada como uma foto em papel, não é valorizada. A pessoa deseja obter aquela imagem para si ou para divulgar seu negócio, como qualquer bem tangível, mas acha que não tem que pagar por isso, que não tem valor financeiro. Ou que tem que pagar pouco.

Hoje imagens podem ser "copiadas" da internet facilmente e qualquer um pode produzir as suas até com seu celular. Isso é o que está na cabeça das pessoas: a facilidade com elas obtem as próprias imagens acham que são as mesmas que o fotógrafo profissional encontra para obter as suas.

As pessoas não sabem (ou fingem não saber...) que existe muita coisa por trás da produção de uma imagem de qualidade.

Começa pelos altos custos dos bons equipamentos e e softwares (câmeras, lentes, acessórios, pc, note, etc). Haja bolso e sacrifício. Tem que se passar por enormes aprendizados e estar se atualizando constantemente, fazendo cursos, comprando livros (isso também tem custo alto, tanto pessoal quanto financeiro). Quase sempre sacrificamos momentos com a família ou de lazer em prol da fotografia. Já viu algum fotógrafo dizer: "Vou a NY assistir uma peça na Broadway", mas quantos você já não ouviu dizer que quer ir à NY na BH adquirir novos equipamentos...

No meu caso, por exemplo, para cobrir uma corrida, eu preciso deixar minha casa e a família, viajar com malas pesadas, em mãos, porque não se pode mais despachar equipamento e notebook, acordar de madrugada, dormir tarde, sacrificar, costas, braços, pescoço e pernas com o super peso dos equipamentos, caminhar prá lá e prá ca que nem uma maluca, ficar horas sem comer, sob o sol ou chuva, com horário prá tudo, menos prá cuidar de mim mesma, caminhar no mato, no barro, descer e subir, pular muro, cerca, correr riscos, sim (é muito arriscado ficar atrás de um guard-rail durante uma corrida). E por último sacrificar horas sentada no PC selecionando e tratando fotos.

Será que não passa na cabeça das pessoas que não é a mesma coisa que pegar uma "cybershot" e clicar qualquer coisa para o "feicibuque" ou o "tuiter"...

Imagino que todos os nichos da fotografia tem os seus espinhos. Não é um privilégio só dos fotógrafos de automobilismo.

Agora existe a coisa da marca. Se a foto é do Bob Wolfenson ou do J R Duran, aí tem valor...Duvido alguém pedindo para eles cederem uma fotinho para o book em troca de crédito...

Mas se você só é um mero fotógrafo, tentando conquistar o mercado, muitos se acham no direito de chegar prá você e dizer: você me cede um foto? Passa por e-mail que eu coloco crédito. Um piloto gasta 40 mil em média prá correr num fim de semana e depois o assessor dele, na cara dura, te pede fotos de graça...e eu ganho "créditos"... tá bom...O negócio é fingir que não ouviu a verbo "ceder" e responder: "você me paga quanto?"

Bom...eu não tenho coração tão duro quanto pode parecer pelas minhas colocações. Já doei muitas fotos minhas sem problemas. O critério para isso é personalíssimo.

Acho que enquanto nós não nos unirmos e nos impormos perante o mercado nada disso vai mudar. Quem sabe um reality show mostrando a vida e o corre-corre de um fotógrafo não ajude as pessoas entenderem como a gente consegue uma boa foto.

abraços peridapituba, e vamos trocando idéias...

peridapituba
Eu moro aki!
Eu moro aki!

Avaliações Positivas3

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 11 de Mai de 2007
Mensagens: 14733

 


MensagemEnviada: Seg Mai 23, 2011 10:03 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Beleza, Sílvia. yeah

gricwb
Mod-Manager-Câmeras
Mod-Manager-Câmeras

Avaliações Positivas1

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Quinta-Feira, 24 de Fevereiro de 2011
Mensagens: 2507
Localização: Curitiba/PR

 

Staff DigiForum
Staff DigiForum
Anunciante Premium
Anunciante Premium

MensagemEnviada: Ter Mai 24, 2011 12:11 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Silvia, gostaria de saber como funciona o processo de entrega do material produzido ao contratante. Digamos que faça 2 mil clicks na cobertura de um evento/corrida, você entrega as 2 mil fotos para o cliente? Quem faz a seleção do material e tratamento das imagens?

Silvia Linhares
Mega Participativo
Mega Participativo

Avaliações Positivas8

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 26 de Outubro de 2007
Mensagens: 1783
Localização: São Paulo

 


MensagemEnviada: Ter Mai 24, 2011 8:30 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

gricwb, Oi Gabriel, obrigada pela participação. É sempre um prazer responder aos colegas aqui.

Produzir as fotos em campo é uma delícia, mas o pós-produção é um trabalho chatinho, Tongue mas tem que ser feito. E pelo próprio fotógrafo.
Foram 4 mil cliques de sexta a domingo, e sempre tem as que não ficam boas, ou muito repetidas, se eu entregasse todas, seria demitida... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk I Cant Stop

Uma das obrigações é abastecer periodicamente durante o dia a assessoria de imprensa e a galeria do site. Então terminou uma ação de pista, corro para a sala de imprensa, descarrego e escolho algumas e coloco no pen drive e repasso.

O ideal é um mac pro que não distorce as cores. O meu é Lenovo e tenho que ter cuidado com o ângulo da tela, dependendo fica mais claro ou mais escuro do que o real.

A entrega é feita na segunda na hora do almoço por DVD e só as selecionadas. Desta vez entreguei 809 fotos (3 DVDs um prá cada dia), isso porque é a primeira vez que uma categoria da Mercedes-Benz entra em pista prá correr no mundo. Então devem estar ávidos pelos primeiros registros. Em média, você escolhe umas 400 no máximo 500. Só as the best. O ideal é à noite, no hotel, você ir deletando as ruins. e deixando só as melhores. Não dá para ficar de Not talking em nenhum momento.

A Fernanda, minha companheira de trabalho (ela cobre a GT3/GT4), é da Stock Car também. Ela disse que numa etapa da Stock que tem também a Copa Montana e a Mini Challenge, ela costuma fazer até 10 mil fotos. Já pensou?

Espero ter conseguido te responder direito. yeah

As fotos podem ser vistas aqui...até eu colocar essas 800 no meu site...

http://www.itaipavagtbrasil.com.br/fotos/index/categoria/3

Diego Bizacha
Muito Participativo
Muito Participativo

Avaliações Positivas1

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2008
Mensagens: 971
Localização: São Paulo - ZL

 


MensagemEnviada: Ter Mai 24, 2011 9:13 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Silvia Linhares, Ainda neste assunto, como fica a pós produção?? Claro que fotos automobiliscas não precisam de retoques, mas e quando um piloto pede, você faz e entre direto a ele? Ou isto não ocorre?

Abcs

DB

Silvia Linhares
Mega Participativo
Mega Participativo

Avaliações Positivas8

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 26 de Outubro de 2007
Mensagens: 1783
Localização: São Paulo

 


MensagemEnviada: Ter Mai 24, 2011 12:39 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Diego Bizacha, Meu amigo querido, que honra a sua participação na minha entrevista pela segunda vez.

Não sei se captei muito bem a sua pergunta. Vamos vamos lá. Todas as minhas fotos passam por pós-produção via Lightroom. Um crop muitas vezes elimina elementos não desejados ou reenquadra uma foto para colocar o objeto principal em maior destaque. Um recovery ou fill light pode ajudar a melhorar a iluminação de uma foto.

O meu contratante, seja piloto ou categoria, pode pedir para eu refazer um trabalho (isso nunca ocorreu, ok), mas tem todo o direito. Numa categoria, se o piloto quiser algo exclusivo prá ele, é negociação à parte.

Se tiver alguma dúvida, repergunte. yeah yeah yeah

abraços

Lena Zingano
Usuário Participativo
Usuário Participativo










Registrado em: Quinta-Feira, 3 de Março de 2011
Mensagens: 217
Localização: Porto Alegre

 


MensagemEnviada: Ter Mai 24, 2011 1:29 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Silvia Linhares: Li a tua resposta para o peridapituba e achei demais, sem salamaleques e meias palavras pra
parecer queridinha ou politicamente correta, quem é profissional tem que ter postura de, não adianta
só falar que é. Parabens pelo teu profissionalismo. =D> =D>

Um abraço guria Smile

Silvia Linhares
Mega Participativo
Mega Participativo

Avaliações Positivas8

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 26 de Outubro de 2007
Mensagens: 1783
Localização: São Paulo

 


MensagemEnviada: Ter Mai 24, 2011 6:18 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Lena Z, Obrigada. Acho que é a parte mais difícil da fotografia, o resto a gente aprende daqui, aprende dali, uma dica de lá, outra de cá...e muitos colegas dispostos a ajudar aqui no Digiforum. Isso não tem preço. Em junho estarei de passagem por Porto Alegre, mas devo ir direto para Santa Cruz do Sul ( trabalhar...arghhh). Queria muito conhecer a cidade e os colegas daí.

Deric Smooth
Usuário Participativo
Usuário Participativo










Registrado em: Segunda-Feira, 14 de Março de 2011
Mensagens: 149
Localização: Carapícuiba - S.P.

 


MensagemEnviada: Ter Mai 24, 2011 6:49 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Silvia Linhares, Ola

Também li a resposta para o peridapituba e concordo com o que a Lena Z falou e no meu ponto de vista, as pessoas devem acreditar que toda e qualquer pessoa com uma câmera deva ser um Paparazzo (só esta ali para perturbar) e não sabem o quão sacrificante é.

Sem a cobertura da mídia o que seria de um evento, quem vende, marca ou divulgação !?

abçs

Silvia Linhares
Mega Participativo
Mega Participativo

Avaliações Positivas8

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 26 de Outubro de 2007
Mensagens: 1783
Localização: São Paulo

 


MensagemEnviada: Ter Mai 24, 2011 7:56 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Deric Smooth,

Meu querido, obrigada pelo apoio às minhas colocações. Resumiu bem:

Citação:
Sem a cobertura da mídia o que seria de um evento, quem vende, marca ou divulgação !?

carluba
Usuário Senior
Usuário Senior

Avaliações Positivas4

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Terça-Feira, 20 de Novembro de 2007
Mensagens: 2727
Localização: Joinville - SC

 


MensagemEnviada: Ter Mai 24, 2011 10:23 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Silvia Linhares, parabéns pela postura firme em relação à resposta para o Peridapituba. Todos nós deveríamos ser assim. A sua resposta me fez repensar aqui a questão relativa a "ceder" uma foto. Não posso obter outras rendas porque sou funcionário pública federal e preciso estar dentro das normas do regime único dos servidores. E por isso, muitas vezes, fiz cessão de minhas fotos de lugares, flores, ou mesmo de um evento no trabalho. Bom, repensando aqui agora, eu tenho um jeito de "cobrar" sem fazer renda direta. Seria "presenteada" pelo trabalho. Tipo, eu faço as fotos e vocês me dão um flash 580 II ou uma lente 18-200mm... rs... Pensando bem, preciso mesmo ser menos "coração mole" com minhas fotos. yeah

peridapituba
Eu moro aki!
Eu moro aki!

Avaliações Positivas3

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 11 de Mai de 2007
Mensagens: 14733

 


MensagemEnviada: Ter Mai 24, 2011 10:46 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

carluba escreveu:
Silvia Linhares, parabéns pela postura firme em relação à resposta para o Peridapituba. Todos nós deveríamos ser assim. A sua resposta me fez repensar aqui a questão relativa a "ceder" uma foto. Não posso obter outras rendas porque sou funcionário pública federal e preciso estar dentro das normas do regime único dos servidores. E por isso, muitas vezes, fiz cessão de minhas fotos de lugares, flores, ou mesmo de um evento no trabalho. Bom, repensando aqui agora, eu tenho um jeito de "cobrar" sem fazer renda direta. Seria "presenteada" pelo trabalho. Tipo, eu faço as fotos e vocês me dão um flash 580 II ou uma lente 18-200mm... rs... Pensando bem, preciso mesmo ser menos "coração mole" com minhas fotos. yeah


Vc já me chamou de Peri antes ... Mr. Green

Carmem, minha querida amiga, não ceda fotos quando vc achar que as pessoas a quem cedeu aferirão lucros a partir de seu trabalho, isto é pedra fundamental.

Existem formas de ceder e sempre há exceções as quais podemos abrir mão, basta estudar caso a caso.

Mas que uma graninha de vez em quando é bom, lá isto é ... -risos

Beijos, querida, é bom te reencontrar.

yeah

Diego Bizacha
Muito Participativo
Muito Participativo

Avaliações Positivas1

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2008
Mensagens: 971
Localização: São Paulo - ZL

 


MensagemEnviada: Qua Mai 25, 2011 1:30 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Só um pequeno pitaco.

A venda de fotos é ainda pior quando as pessoas conhecem o fotografo, no caso da Silvia os pilotos já a conhecem de longas datas. Eles não entendem que ela esta ali por trabalho e não por lazer (claro que também é uma paixão). Porém esta mesma pessoa ao ir em um estúdio fotográfico para fazer um book do filho, da esposa que esta grávida ou até mesmo para seu o casamento, pagam rios de dinheiro por tudo isso. Será que este é o problema, cobra-se muito pouco do pilotos, então acham que não temos o mesmo valor que outro profissional. Ou então me pergunto, será que o esforço de alguém num autódromo fotografando o dia todo não é tão valioso quanto alguém que fotografou seu filho, casamento, esposa ou sei lá o que. Ou será que esses pilotos/empresários não nos reconhecem por nossos trabalhos?

Desculpem o desabafo, talvez não seja o local correto. Apenas fico indignado com a cara de desaprovação das pessoas ao falarmos o valor de uma foto.

Abcs

DB

Silvia Linhares
Mega Participativo
Mega Participativo

Avaliações Positivas8

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 26 de Outubro de 2007
Mensagens: 1783
Localização: São Paulo

 


MensagemEnviada: Qua Mai 25, 2011 4:33 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

carluba, Bom, a questão de ter duas rendas implica as duas serem oficiais, né, com nota fiscal, etc...se for extra oficial, tem algum problema? Se não der mesmo, faça permuta de produtos ou serviços. Como por exemplo para um restaurante, por exemplo, peça um jantar "digratis" prá família. Se for apenas para ceder, é melhor guardar e pronto.

Como eu disse é personalíssimo a quem ceder ou não. Amigos que eu gosto muito não tenho nenhum problema em presentear com fotos minhas. É uma forma carinhosa de demonstrar essa amizade.

De outra forma, eu desconverso e pronto, mas uma foto ou outra eu envio pois trato como propaganda para conquistar um cliente em potencial. Se não funcionar, paciência...

Diego Bizacha, É complicado. Mas aos poucos estou aprendendo. A FF me deu muitas dicas nesse fim de semana. Mas mesmo em se tratando de books as pessoas querem pechinchas...vejo aí nos Clubes dos Descontos preços de R$ 100 por um book. Meu Deus, será que isso cobre um dia de trabalho? O desgaste do equipamento? O investimento intelectual?

Eu penso assim, quer uma foto minha, paga o que peço ou não vai ter. Pode ficar com cara de indignação. Car feia é fome, dizia minha mãe. Eu prefiro fechar pacotes de fotos ou um trabalho pré-contratado. Em geral sigo o conselho de uma amiga lá de Brasília: quanto custa sua hora de trabalho na Empresa? X...ora, então é isso que você deve cobrar por uma hora de trabalho com a fotografia. Parece simples, mas não é.

Ninguém gosta de abrir o jogo e dizer quanto cobra. Você não sabe se é muito ou pouco. Se cobrar pouco demais, pode estar atrapalhando o ganha-pão de muita gente. Um piloto da Mitshubishi Cup me contou que os fotógrafos oferecem DVDs prontos, por R$ 150,00, com umas 25 fotos, mas com fotos gerais e apenas algumas do carro dele.

O duro é que ninguém está a fim de se organizar (tipo uma espécie de associação dos fotógrafos de corridas) criar uma tabela de preços mínimos, de base mesmo, e a partir daí, deixar por conta dos "clientes" a escolha do que mais lhe agrada.

Acho que todos saem perdendo. Mas fazer o quê? Não sou eu que vou causar no meio né? "Deixa como tá prá ver como é que fica".
Mostrar os tópicos anteriores:      
Publicidade
Parceiros DigiForum
Responder Mensagem


 Ir para:   



ao menos uma das palavras
todas as palavras
frase exata



Receber rss deste tópico
Exibir próxima mensagem
Exibir mensagem anterior
Enviar Mensagens Novas: Proibido.
Responder Tópicos Proibido
Editar Mensagens: Proibido.
Excluir Mensagens: Proibido.
Votar em Enquetes: Proibido.


Powered by phpBB :: phpBB Group :: FI Theme (modified) :: Todos os horários são GMT - 3 Hours :: Spam Poison :: Spam Catcher