DigiForum, comunidade online de fotografia e equipamentos fotográficos. Desde 2004 não apenas uma referência, mas sim uma realidade. Mais de 1 milhão de pessoas já obtiveram respostas sobre fotografia em nosso site. Mensalmente somos visitados por mais 140.000 visitantes únicos mensais. São 1.400.000 pageviews mensais feitos por visitantes humanos (já descontados os bots). DigiForum, comunidade online de fotografia e equipamentos fotográficos. Desde 2004 não apenas uma referência, mas sim uma realidade. Mais de 1 milhão de pessoas já obtiveram respostas sobre fotografia em nosso site. Mensalmente somos visitados por mais 140.000 visitantes únicos mensais. São 1.400.000 pageviews mensais feitos por visitantes humanos (já descontados os bots).
 FAQ  • Regras  • Pesquisar  • Membros  • Grupos  • Staff  • Portal  • Twitter DF  • Facebook DF
Registrar  • Meu Perfil  • Entrar e ver Mensagens Particulares   • Galeria de Fotos   • Loja Virtual   • Login
 Mercado Fotográfico. Nem só de técnica vive o profisisonal

Exibir próxima mensagem
Exibir mensagem anterior

Receber rss deste tópico
Este Tópico está Bloqueado. Você não pode editar mensagens ou responder
Autor Mensagem

Celso Rogerio

Avaliações Positivas9

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 9 de Janeiro de 2004
Mensagens: 18056
Localização: São Paulo - SP - Brasil

 

Eu moro aki!
Eu moro aki!

MensagemEnviada: Qua Dez 01, 2010 10:31 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Mercado Fotográfico. Nem só de técnica vive o profissional

Vamos falar um pouco da fotografia profissional. Ela está presente para quem vive por completo da fotografia, para aqueles que vivem apenas em partes, fotografando, e até mesmo para os amadores, sim, há fotografia profissional para os amadores. Quem nunca recebeu um pedido não é mesmo?






Image

O mercado fotográfico brasileiro passa por um período muito bom. Existe uma estabilização natural dos fotógrafos chamados "emergentes" e um incremento de idéias e filosofia dos fotógrafos profissionais iniciantes. Até pouco tempo atrás havia uma certa "guerrilha" entre esses 2 tipos de fotógrafos. Com a falta de experiência, os iniciantes estavam invadindo o mercado e de certa forma atingindo alguns clientes com seus preços baixos e serviços de qualidade não regular.

O que fez o mercado se direcionar para um entrosamento a nível profissional foi justamente a busca por conhecimento. Não somente o conhecimento fotográfico (técnica) mas especialmente o conhecimento de mercado, administrativo e comercial. Hoje, várias escolas e cursos estão incluindo em suas grades as funções administrativas e conceitos de marketing/publicidade que envolvem seus alunos naquilo que eles realmente devem saber para se tornarem profissionais. A máxima para um fotógrafo profissional é:"nem só de técnica vive o fotógrafo". Na verdade, aquele que vive só de técnica, morre.



Como participante de um dos ramos fotográficos mais difíceis de atuar, a moda, entendo bem como o mercado se comporta e percebo isso nos outros ramos da fotografia também. Os momentos de "canibalismo" eram muito mais frequentes entre a concorrência. Hoje, além da maior procura por parte dos clientes devido à melhoria financeira e também à maior necessidade de uso de imagens, fotógrafos concorrentes que antes eram quase inimigos hoje trocam experiências comerciais muito sadias em formato de parcerias e indicações. Em meu estúdio, quase tomado em horário comercial, costumo fazer indicações aos clientes que aparecem de última hora para amigos e para fotógrafos que sequer conversei muito pessoalmente mas cujos trabalhos e profissionalismo reconheço e o retorno também é fato, recebo indicações frequentemente vindas de outros estúdios.

Falando de valores, os pisos subiram e os tetos cairam. Parece haver uma conscientização até mesmo dos que estão entrando agora no mercado de que cobrar um valor tão baixo faz o fotógrafo pegar somente aquele serviço e nada mais, devido à qualidade apresentada. Conheci recentemente alguns fotógrafos iniciantes que não estão praticando essa filosofia errada de preços irrisórios mas procurando cobrar um preço justo e informando aos clientes sobre o seu real nível profissional. E quando percebem que não atingirão o que o cliente necessita, repassam este serviço a quem tem plenas condições de fazê-lo. Isso é ótimo, demonstra maturidade, gera bons relacionamentos profissionais e agrega experiência.

Continuo indicando e aconselhando aos que pretendem ou já estão iniciando no mercado profissional e até mesmo àqueles que apenas por "bico" fazem fotografia, que continuem se aperfeiçoando e se especializando em bons cursos, boas escolas, workshops e congressos. Estes são pontos cruciais para conhecer não somente a técnica mas tudo que envolve a fotografia profissional. Aqui no DigiForum pode-se encontrar uma série de tópicos sobre escolas e cursos, além das novas salas de fotografia profissional onde escolas podem fazer seus anúncios gratuitamente. Para conhecer mais dessa área do fórum visite aqui: Cursos e Escolas de Fotografia

Investir, gastar com cursos, ainda é a melhor saída (ou poderíamos dizer, entrada) para aqueles que querem e vão se tornar profissionais. Almeje ser o melhor profissional com conhecimento em todas as áreas requeridas e não somente o conhecimento de técnica fotográfica. Com isso fomentamos um mercado de nível muito bom e que puxa outros serviços agregados à fotografia como o mercado de impressão, tratamento, encadernação, foto-produtos, mídia, equipamentos, etc. Todos ganham com isso.

Hoje, os certificados não são importantes apenas pra estarem na parede ou na gaveta, são mais importantes ainda como agentes formadores de verdade. As escolas perceberam isso e tomaram uma atitude muito positiva de formação plena do fotógrafo profissional, seja ele iniciante ou já experimentado de mercado. Até os mais antigos não deixam de se aperfeiçoar e se atualizar. Há cursos específicos para atualização de mercado, que mantém os fotógrafos antenados com o que está rolando por aí.

Enfim, a banalização que comentávamos há cerca de 2 anos parece estar começando seus dias de declínio. Espero que este mercado melhore ainda mais e todos que estão fotografando profissionalmente possam ganhar com isso sem prejuízos por concorrências desleais.

Se quiser dicas sobre o mercado fotográfico profissional fique a vontade pra perguntar.


Um grande abraço a todos yeah

Celso Rogerio

rodrigoferlin
Usuário Participativo
Usuário Participativo

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 6 de Março de 2010
Mensagens: 210

 


MensagemEnviada: Qua Dez 01, 2010 12:50 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Celso Rogerio, muito bom o seu texto, até mesmo aqui mais par ao interior (Caçador-SC) já estamos iniciando este processo de transformação.

Mas tem uma coisa que também cabe a este assunto, de Mercado Profissional que atinge à todos, eu acho, os valores cobrados.
Vivi um exemplo prático semana passada. Um artesão me procurou para fazer umas fotos de uns bonecos de EVA que ele faz (tamanho 35ax10l cm), e está montando um site, ai gostaria de colocar umas imagens boas e bem capturadas. Me procurou e fiz minha proposta R$ 15,00 por boneco, com fundo branco básico, aí o cara me diz o seguinte: tenho uma loja studio q me faz por R$ 5,00.... e ainda tem uma diferença, eu não tenho um "STUDIOOOO" tenho um studio para still caseiro, que faria bem feito o trabalho, assim como já fiz para outros...

E aí, o que você me diz??? não é uma "prostituição"???....

kenji1505A
Usuário Novo
Usuário Novo

Avaliações Positivas6

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 21 de Mai de 2010
Mensagens: 53
Localização: São José dos Campos/ SP

 


MensagemEnviada: Qua Dez 01, 2010 4:29 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Celso, belo texto.

Fico feliz em saber que existem profissionais entrando no mercado com o pensamento menos "canibal" e mais coletivo.

Creio que com a disputa desenfreada de preços, toda a categoria perde.

Um bom início pode ser um piso coerente para cada categoria de fotos.

Zepp
Usuário Participativo
Usuário Participativo

Avaliações Positivas1

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 13 de Março de 2010
Mensagens: 214
Localização: SP

 


MensagemEnviada: Qua Dez 01, 2010 5:22 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

rodrigoferlin, não sou profissional da fotografia, mas pretendo iniciar aos poucos em ser um "amador profissional", já que dificilmente terei propensão financeira de investir em lentes "caríssimas" morando em uma cidade que mal aparece no Google Maps.
Mas o que o seu potencial cliente fez foi, no mínimo, o famoso "jogar o verde para colher o maduro", ou, em um sentido levemente mais tecnico, incitar à concorrencia, ou seja, ver se você abaixa o preço.
Da próxima vez, peça um indicação ao cliente sobre o estúdio, não é raro eles mentirem sobre isso - pelo menos muitos fazem no ramo dos escritórios advocatícios. Claro que, pode realmente existir algum estúdio que realmente faça esse serviço, por isso, minha dica (que pode estar errada) é: mostre serviço, seja atencioso, etc, etc, além de tudo, mostre a qualidade do seu serviço!

Celso Rogerio

Avaliações Positivas9

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 9 de Janeiro de 2004
Mensagens: 18056
Localização: São Paulo - SP - Brasil

 

Eu moro aki!
Eu moro aki!

MensagemEnviada: Qua Dez 01, 2010 7:53 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

rodrigoferlin escreveu:
...
Vivi um exemplo prático semana passada. Um artesão me procurou para fazer umas fotos de uns bonecos de EVA que ele faz (tamanho 35ax10l cm), e está montando um site, ai gostaria de colocar umas imagens boas e bem capturadas. Me procurou e fiz minha proposta R$ 15,00 por boneco, com fundo branco básico, aí o cara me diz o seguinte: tenho uma loja studio q me faz por R$ 5,00.... e ainda tem uma diferença, eu não tenho um "STUDIOOOO" tenho um studio para still caseiro, que faria bem feito o trabalho, assim como já fiz para outros...

E aí, o que você me diz??? não é uma "prostituição"???....


Olá Rodrigo. Claro que fora dos grandes centros o desequilíbrio na concorrência pode ser mais evidente, com prejuízo daqueles que não tem estrutura ociosa que é o que provavelmente fez esse estúdio cobrar tão barato pelo serviço. Na verdade quem age assim está pensando pequeno pois vai empatar seu tempo pelo serviço e será reconhecido no mercado como "o cara barato". Quando ele quiser cobrar um preço justo vai encontrar dificuldades.

Invariavelmente esse tipo de orçamento "quebra-concorrência" acaba sendo apenas um chamariz, já que o cliente pode ser surpreendido depois com fotos de qualidade abaixo do esperado e com a obrigatoriedade de fazer algum tratamento a parte para que fiquem boas.

Também acho que percebemos muito mais este tipo de concorrência do que a concorrência sadia. Como é muito mais incômodo, nos faz lembrar e nos chateia muito mais e por isso damos um grau de importância pra ela que não deveria ser tanto.

Uma coisa que eu sempre tive em mente foi não concorrer com quem pensa pequeno. Quando um cliente vem com essa história pra cima de mim eu digo pra ele ir fundo no outro orçamento. Mas aqui é São Paulo, e assim como Rio, BH, etc, há mais clientes. Eu até agradeço seu depoimento pois me dá base de como o mercado está se comportando fora dos grandes centros.


yeah

Celso Rogerio

Avaliações Positivas9

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 9 de Janeiro de 2004
Mensagens: 18056
Localização: São Paulo - SP - Brasil

 

Eu moro aki!
Eu moro aki!

MensagemEnviada: Qua Dez 01, 2010 8:03 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Zepp escreveu:
... Claro que, pode realmente existir algum estúdio que realmente faça esse serviço, por isso, minha dica (que pode estar errada) é: mostre serviço, seja atencioso, etc, etc, além de tudo, mostre a qualidade do seu serviço!

Olá Zepp, você fez uma observação importante. Muitos clientes invocam um suposto orçamento para forçar uma diminuição de preço. De fato isso acontece e o ideal é pedir pro cliente mostrar esse orçamento enviado a ele, é uma forma de desafiar o cliente, o desafio é "me mostre o orçamento e eu baixo o preço". Mas tem que tomar cuidado, se for um concorrente real oferecendo o serviço a preço de banana isso pode queimar o seu filme pela desconfiança gerada em cima do cliente.

No demais, sua segunda observação foi ótima também. É muito importante demonstrar no atendimento a convicção que fará o cliente comprar seu serviço mesmo estando acima em valores. É desse fator que estamos falando nesse editorial, saber mais do que fotografar. Saber vender, administrar e executar são 3 fatores básicos pra sobrevivência e sucesso profissional na fotografia.

sedassari
Usuário Participativo
Usuário Participativo

Avaliações Positivas1

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Segunda-Feira, 2 de Novembro de 2009
Mensagens: 264

 


MensagemEnviada: Qui Dez 02, 2010 6:59 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Celso Rogerio escreveu:
Mercado Fotográfico. Nem só de técnica vive o profissional

...O que fez o mercado se direcionar para um entrosamento a nível profissional foi justamente a busca por conhecimento...

...Na verdade, aquele que vive só de técnica, morre...

...Falando de valores, os pisos subiram e os tetos cairam....

...conhecer não somente a técnica mas tudo que envolve a fotografia ...

...Almeje ser o melhor profissional com conhecimento em todas as áreas requeridas e não somente o conhecimento de técnica fotográfica...

Celso Rogerio


Celso,

Fico muito feliz quando leio raridades, como suas palavras, onde o fotógrafo fala com carinho da profissão, sem o tradicional (comum mas não normal) rancor entre as diferentes classes de fotógrafos. Essa discussão "preço x qualidade x técnica x equipamento" costumo deixar para o mercado comprador. Toda profissão sempre terá clientes de todos os formatos e também seus espinhos.

Entendo que a maioria dos bons fotógrafos são todos amadores, pois amador é aquele que faz alguma coisa por amor, por prazer; alguns fazem da fotografia sua profissão, portanto, são os profissionais-amadores. Tenho convicção que para estes o sucesso chegará com o conhecimento.

Parabéns pelo seu editorial, impecável. Muitíssimo obrigado.
Permita-me ousar e citar alguns trechos fantásticos.

Forte Abraço!
Ricardo Sedassari

rodrigoferlin
Usuário Participativo
Usuário Participativo

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 6 de Março de 2010
Mensagens: 210

 


MensagemEnviada: Qui Dez 02, 2010 7:21 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Zepp escreveu:
rodrigoferlin, não sou profissional da fotografia, mas pretendo iniciar aos poucos em ser um "amador profissional", já que dificilmente terei propensão financeira de investir em lentes "caríssimas" morando em uma cidade que mal aparece no Google Maps.
Mas o que o seu potencial cliente fez foi, no mínimo, o famoso "jogar o verde para colher o maduro", ou, em um sentido levemente mais tecnico, incitar à concorrencia, ou seja, ver se você abaixa o preço.
Da próxima vez, peça um indicação ao cliente sobre o estúdio, não é raro eles mentirem sobre isso - pelo menos muitos fazem no ramo dos escritórios advocatícios. Claro que, pode realmente existir algum estúdio que realmente faça esse serviço, por isso, minha dica (que pode estar errada) é: mostre serviço, seja atencioso, etc, etc, além de tudo, mostre a qualidade do seu serviço!


Cara, também não sou um profissional, que assim possa dizer, mas eu pretendendo....

Sobre o verde pode até ser, estou escaldado peste tipo de jogo de mercado, mas neste caso é verdade... porém expliquei à ele sobre resolução, qualidade, como iria fazer, e claro sempre com muita gentileza, e atenção, o que nunca deve faltar em nenhum lugar neh...

rodrigoferlin
Usuário Participativo
Usuário Participativo

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 6 de Março de 2010
Mensagens: 210

 


MensagemEnviada: Qui Dez 02, 2010 7:23 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Celso Rogerio escreveu:
Zepp escreveu:
... Claro que, pode realmente existir algum estúdio que realmente faça esse serviço, por isso, minha dica (que pode estar errada) é: mostre serviço, seja atencioso, etc, etc, além de tudo, mostre a qualidade do seu serviço!

Olá Zepp, você fez uma observação importante. Muitos clientes invocam um suposto orçamento para forçar uma diminuição de preço. De fato isso acontece e o ideal é pedir pro cliente mostrar esse orçamento enviado a ele, é uma forma de desafiar o cliente, o desafio é "me mostre o orçamento e eu baixo o preço". Mas tem que tomar cuidado, se for um concorrente real oferecendo o serviço a preço de banana isso pode queimar o seu filme pela desconfiança gerada em cima do cliente.

No demais, sua segunda observação foi ótima também. É muito importante demonstrar no atendimento a convicção que fará o cliente comprar seu serviço mesmo estando acima em valores. É desse fator que estamos falando nesse editorial, saber mais do que fotografar. Saber vender, administrar e executar são 3 fatores básicos pra sobrevivência e sucesso profissional na fotografia.


Concordo plenamente, principalmente com o que você fala no último parágrafo.

rodrigoferlin
Usuário Participativo
Usuário Participativo

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 6 de Março de 2010
Mensagens: 210

 


MensagemEnviada: Qui Dez 02, 2010 7:27 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

sedassari escreveu:
Celso Rogerio escreveu:
Mercado Fotográfico. Nem só de técnica vive o profissional

...O que fez o mercado se direcionar para um entrosamento a nível profissional foi justamente a busca por conhecimento...

...Na verdade, aquele que vive só de técnica, morre...

...Falando de valores, os pisos subiram e os tetos cairam....

...conhecer não somente a técnica mas tudo que envolve a fotografia ...

...Almeje ser o melhor profissional com conhecimento em todas as áreas requeridas e não somente o conhecimento de técnica fotográfica...

Celso Rogerio


Celso,

Fico muito feliz quando leio raridades, como suas palavras, onde o fotógrafo fala com carinho da profissão, sem o tradicional (comum mas não normal) rancor entre as diferentes classes de fotógrafos. Essa discussão "preço x qualidade x técnica x equipamento" costumo deixar para o mercado comprador. Toda profissão sempre terá clientes de todos os formatos e também seus espinhos.

Entendo que a maioria dos bons fotógrafos são todos amadores, pois amador é aquele que faz alguma coisa por amor, por prazer; alguns fazem da fotografia sua profissão, portanto, são os profissionais-amadores. Tenho convicção que para estes o sucesso chegará com o conhecimento.

Parabéns pelo seu editorial, impecável. Muitíssimo obrigado.
Permita-me ousar e citar alguns trechos fantásticos.

Forte Abraço!
Ricardo Sedassari


sedassari, muito bem citado alguns trechos do texto do Celso.

E concordo plenamente sobre o significado de amador - profissional.

Abços

Fotolance
Usuário em Aprovação, menos de 20 posts
Usuário em Aprovação, menos de 20 posts










Registrado em: Domingo, 21 de Novembro de 2010
Mensagens: 6
Localização: Jundiaí SP.

 


MensagemEnviada: Qui Dez 02, 2010 8:35 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Ótima matéria para nós os profissionais, formados pela vida e ou pelas univers. Sou um otimista e entusiasmado com 30 anos de fotografia bem sucedida graça à Deus. Mas que mais nos deixa perplexos é que o que vive hoje, são as grandes empresa fabricantes de equipamentos ter pulverizado milhares de milhões de todos os tipos de ... "Coisas que tiram foto...”. Porém acho que nunca imaginaram que ela mesma a industria, iriam sucumbir aos seus próprios venenos. Vê-se Nikon, Cânon e etc. todos os dias tentando reinventar uma nova linguagem para a fotografia, e enchem de pixel seus equipamentos como se isto sendo a verdade da hora, e destruindo tudo que já criaram de incrivelmente bom, passando ser tudo semiprofissional – E para os iniciantes com alguns pixel à mais o cara da hora ... etc ... Não há mais intuição, instinto, leitura de nada do meio de cada novo “fotógrafo” aparece ou vive, nem apura sobre si mesmo o que esta fazendo, tem uma grana, tem uma idéia compra uma coisa que tira foto, encontra um vendedor de qualquer loja desesperado pela sua comissão... E vão enterrando tudo que fomos construindo ao longo de muitos anos... Mas não podemos parar, precisamos continuar a intervir neste mercado desestruturado com nossa visão aguçada, procurando reeducar e mostra as diferenças para os clientes dispostos a nos atender.

osteiner
Muito Participativo
Muito Participativo

Avaliações Positivas3

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Domingo, 30 de Mai de 2010
Mensagens: 780
Localização: São Paulo, SP, Brasil

 


MensagemEnviada: Qui Dez 02, 2010 8:53 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Parabéns pelo texto, mas não nos esqueçamos que fora administrador, conhecedor da técnica, o fotógrafo tem que ter talento e ser artista!!!

Fotolance
Usuário em Aprovação, menos de 20 posts
Usuário em Aprovação, menos de 20 posts










Registrado em: Domingo, 21 de Novembro de 2010
Mensagens: 6
Localização: Jundiaí SP.

 


MensagemEnviada: Qui Dez 02, 2010 9:16 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Sim claro Sr. Osteiner, tanto é que assino minhas páginas com "Viva bem viva com arte" ~ Neste momento posso aqui parecer angustiado, mas é pura vontade de que estes novos fotógrafos e estes milhões de clientes percebecem só por um instante, "há muito mais numa pequena e simples imagem, que podem ver !"... Obs ... Sobre sua colocação > ..."o fotógrafo tem que ter talento e ser artista!!!" ... < Nossa pensar que até para se comer um bom pão com café simples, temos arte, prazer, cor, cheiro e sabor ! " arte " ! Ótima chamada a sua ! vamos em frente !

Daniel Machado
Usuário em Aprovação, menos de 20 posts
Usuário em Aprovação, menos de 20 posts










Registrado em: Quarta-Feira, 16 de Janeiro de 2008
Mensagens: 2

 


MensagemEnviada: Qui Dez 02, 2010 10:07 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Primeiramente gostaria de parabenizar pelo texto e a iniciativa de se falar nesse assunto.

A escala de qualidade da fotografia profissional é muito extensa, e muitas vezes o público não tem o discernimento para distinguir o que realmente é profissional. Por isso, os valores cobrados não seguem nenhum parametro a não ser o do próprio fotógrafo, o que ele acha que deve cobrar pelo trabalho. E ai começa a surgir outro problema, pois o fotógrafo, principalmente iniciante em alguns casos não tem noção de quanto custa o próprio trabalho, qual o valor de desgaste do seu equipamento, consumo de energia durante uma sessão, e depois durante o tratamento das imagens, etc.
Claro que quem não utiliza equipamento profissional e as vezes não faz nem mesmo um tratamento básico nas imagens pode cobrar valores muito abaixo do mercado, mas nesse caso, se existe público para esses fotógrafos é porque os verdadeiros profissionais não estão mostrando diferencial em seu trabalho e por isso para o público, contratar o fotógrafo "powershot" é melhor que o "slr' afinal o custo é muito menor.
Portanto, para conseguir cobrar o que realmente vale a fotografia (e ai entra muito mais do que custo de equipamento e operacional, entra também o valor da experiência do fotógrafo, do diferencial no seu trabalho e tudo o que ele pode oferecer ao cliente) é preciso mostrar ao cliente o porque pagar pelo trabalho profissional.
O cliente em muitos casos não consegue diferenciar a qualidade em "pixel" no trabalho, mas com certeza vai notar uma imagem bem iluminada, uma produção bem elaborada e é claro um atendimento diferenciado.
Por isso sempre digo: A camera profissional não torna o fotógrafo profissional.
Vamos correr atrás de cursos, especializações técnicas e administrativas, e porque não iniciarmos uma categorização da profissão?

Um forte abraço.

Klacewicz
Usuário Participativo
Usuário Participativo

Avaliações Positivas1

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Terça-Feira, 10 de Agosto de 2010
Mensagens: 117
Localização: Porto Alegre

 


MensagemEnviada: Qui Dez 02, 2010 10:14 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Parabéns pelo seu texto, gostei bastante de ler.

Uma duvida minha é em relação ao tipo de evento... um aniversário de 15 anos por exemplo, não vai ter o mesmo retorno financeiro que um casamento por exemplo ou esse tipo de ideia é errada?? Da mesma forma como um fotografo especializado em moda vai ter um retorno maior visto a própria exigência do cliente e a visualização do seu trabalho.
Mostrar os tópicos anteriores:      
Publicidade
Parceiros DigiForum
Este Tópico está Bloqueado. Você não pode editar mensagens ou responder


 Ir para:   



ao menos uma das palavras
todas as palavras
frase exata



Receber rss deste tópico
Exibir próxima mensagem
Exibir mensagem anterior
Enviar Mensagens Novas: Proibido.
Responder Tópicos Proibido
Editar Mensagens: Proibido.
Excluir Mensagens: Proibido.
Votar em Enquetes: Proibido.


Powered by phpBB :: phpBB Group :: FI Theme (modified) :: Todos os horários são GMT - 3 Hours :: Spam Poison :: Spam Catcher