DigiForum, comunidade online de fotografia e equipamentos fotográficos. Desde 2004 não apenas uma referência, mas sim uma realidade. Mais de 1 milhão de pessoas já obtiveram respostas sobre fotografia em nosso site. Mensalmente somos visitados por mais 140.000 visitantes únicos mensais. São 1.400.000 pageviews mensais feitos por visitantes humanos (já descontados os bots). DigiForum, comunidade online de fotografia e equipamentos fotográficos. Desde 2004 não apenas uma referência, mas sim uma realidade. Mais de 1 milhão de pessoas já obtiveram respostas sobre fotografia em nosso site. Mensalmente somos visitados por mais 140.000 visitantes únicos mensais. São 1.400.000 pageviews mensais feitos por visitantes humanos (já descontados os bots).
 FAQ  • Regras  • Pesquisar  • Membros  • Grupos  • Staff  • Portal  • Twitter DF  • Facebook DF
Registrar  • Meu Perfil  • Entrar e ver Mensagens Particulares   • Galeria de Fotos   • Loja Virtual   • Login
 Entrevista Eduardo Costa

Exibir próxima mensagem
Exibir mensagem anterior

Receber rss deste tópico
Responder Mensagem
Autor Mensagem

Marcos Borges Filho
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 29 de Setembro de 2007
Mensagens: 5973
Localização: João Pessoa - Paraiba

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 10:46 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Para começar quero agradecer ao Marcos pelo convite e espero retribuir com o que aprendi durante esses anos que frequento o Digiforum.
Vou tentar ser direto nas respostas e poderemos discutir com todos sobre os assuntos da entrevista.

- Como se define: fotógrafo profissional, profissional amador, amador profissional, amador. E por quê?

Acho que profissional e amador ao mesmo tempo. Sempre transito pelos dois lados claramente quando estou fotografando. Dentro das características de cada lado, sou sempre profissional, pois é isso que os clientes esperam e sempre amador, pois sempre estou à procura da melhor foto!

- Fale um pouco da Agência Uai e qual a importância do Digiforum para a origem da empresa?

Como a maioria dos fotógrafos que estão no mercado, comecei a fotografar como lazer há cinco anos, por volta de 2005. Até hoje nunca fiz cursos de fotografia e sempre busco informações na literatura, na internet e com amigos. Dai surgiu o Digiforum para minha felicidade. Aqui conheci ótimas pessoas que viraram amigos e mais a frente, sócios. Essa história começou quando fui convidado a fotografar o casamento de uma amiga. E agora? Depois de pensar e formatar uma proposta junto com alguns amigos, fizemos o casamento. Foi uma grande descoberta e assim a fotografia ganhou outro valor na minha vida.

E foi assim que um grupo de pessoas desconhecidas que participavam de uma sala de discussões em um fórum, onde o objetivo era aprender mais sobre fotografia, criaram uma empresa. Você acha que isso poderia acontecer? Sim, e foi assim. Um dia alguns desconhecidos se encontraram e, através deste espaço virtual, se conheceram e marcaram encontros para falar sobre fotografia. Aconteceu o primeiro, o segundo e vários outros! Sempre buscando melhorar mais, aprender sempre e começando a buscar uma identidade fotográfica. Um sonho apareceu... trabalhar com fotografia e construir uma empresa. Com isso veio muito trabalho, aprendizado, medos e alegrias. A UAI surgiu do sonho de cinco amigos aqui do fórum. Hoje a UAI faz três anos e procuramos sempre surpreender nossos clientes.

- Como se destacar num mercado tão competitivo como o da fotografia?

Para se destacar no mercado o aspecto mais importante é apresentar uma identidade fotográfica. Ter seu estilo e superar as expectativas do cliente. Fundamental, também, é acreditar no seu trabalho, estudar o mercado e buscar sempre algo que somente você faça, o seu diferencial. Por último, e não menos importante, é saber vender tudo isso para o cliente. Acredito que somente assim você poderá ser reconhecido e se destacar no mercado.

- Como concorrer com os profissionais que cobram valores muito baixos?

O mercado de prestação de serviços é assim mesmo. Saber quanto vale uma foto ou uma cobertura fotográfica não é fácil. O que levamos em conta para chegar a um valor? Equipamentos, qualidade, mercado, público que vai atender, entre outros. Tem espaço para todo mundo no mercado e isso é certo! Mas, a cada dia o mercado fotográfico é mais seletivo e somente quem tem um diferencial se estabelece, atinge seus objetivos e faz sucesso. Acredito que quem
dá valor e reconhece o trabalho de cada fotógrafo são os clientes e o mercado. Não me preocupo com os valores que os outros fotógrafos praticam, o cliente sabe selecionar o que quer e o porquê dos valores diferentes de cada profissional.

- Na fotografia, o profissional deve se especializar ou fazer de tudo?

Podemos comparar fotografia com a medicina. O fotógrafo é um clínico geral, ou seja, sabe o básico para executar bem o seu trabalho. Mas sempre que precisamos de um médico que resolva algo específico e que resolva o problema procuramos um especialista. Na fotografia é assim também. Não adianta um fotógrafo "geral" para fazer casamento, moda e esportes. Cada um tem um conhecimento, experiência e equipamento específico para realizar da melhor forma
seu trabalho. Então você como cliente iria procurar um fotógrafo especialista ou um fotógrafo "geral"? A resposta é obvia um especialista!

- Não estando trabalhando você gosta de fotografar? O que te dá prazer em fotografar?

Gosto sim, mas vou ser sincero, já gostei mais. Ao se tornar profissional o volume e a carga de trabalho com a fotografia aumentam muito, principalmente no meu caso que ainda concilio minha profissão de formação (sou professor de Educação Física) com a de fotógrafo. Com isso muitas vezes não tenho tempo e disposição para fotografar por lazer. Foto pra mim tem que ter gente! Adoro fazer casamentos, conseguir registrar um pouco dos sentimentos e emoções que estão no ar. Outras áreas da fotografia que me fascinam são: festas populares, fotojornalismo, estilo de vida, pessoas e suas histórias e esportes. Uma dica bacana para todos não perderem o hábito de fotografar e treinar o olhar constantemente é fotografar com o celular no dia a dia para praticar o olhar. Muitas vezes estamos sem a câmera e por isso usamos o celular. Fotografar de tudo que te chama a atenção durante o dia é um ótimo exercício.

- Como se manter atualizado numa área profissional onde as mudanças ocorrem tão rapidamente?

As mudanças acontecem constantemente em todas as áreas e como falamos aqui em minas: "quem deixa o trem passar fica para trás". A resposta é clara: tem que estudar! Tem uma ferramenta que é ótima: a internet. Mas como qualquer informação, sempre devemos ter um olhar crítico para o que estamos estudando. Eu dedico diariamente uma hora (muitas vezes duas horas) para estudo sobre a fotografia. Na internet atualmente uso uma ferramenta chamada Google Reader para gerenciar e filtrar as informações que quero ler. Sempre que posso participo de encontros com fotógrafos e compro alguma literatura. Estudar e observar outras áreas afins a fotografia é muito interessante também.

-Quais suas influências na fotografia, e o porque?

Tudo me influencia, o dia todo, a todo momento. As pessoas que vejo e convivo, as cores, a cidade, tudo mesmo. Sou muito observador. Fico atento constantemente a tudo que acontece durante meu dia. Quando vejo uma cena que me desperta algo, imagino o que poderia ser feito ali, a hora certa para fotografar o lugar, a luz ideal e como poderia registrar dentro do meu estilo.

Na área fotográfica tenho influências diversas (áreas diferentes). Acompanho muitos sites e blogs de fotografia de moda, de fotojornalismo, de esportes, de retratos e casamentos, é claro. Para não deixar de citar fotógrafos que gosto vai uma lista: Gyula Halasz (Brassai), Jean Loup Sieff, David LaChapelle, Yervant e Ferjuaristi

-Duas fotos suas que te deixam de queixo caído (esquece a modéstia), e qual a razão da força dessa foto?




Image

Essa foto resume muito do que procuro na minha fotografia e em um casamento. A simplicidade, o momento certo e o que mais gosto em fotos de pessoas: emoção! A força do olhar da noiva para o noivo, sua alegria, o amor que ela transmite na sua expressão, por isso o valor da foto. Além de uma pós produção que gosto muito: um corte quadrado, conversão para o PB e uma suave aplicação de textura (usada especificamente para esse casamento). Muitas vezes
o fotografo valoriza mais a decoração, o lugar, o vestido do que os noivos e isso ao meu ver é errado, pois o casamento é feito por pessoas!





Image

Um retrato que faz imaginarmos quantas histórias uma pessoa
como essa já viveu. Novamente a expressão, as rugas como marcas
da vida, além das histórias que ouvi durante as fotos. Simples assim e
emocionante assim!.

-Duas fotos de terceiros que te derrubam o queixo, e qual a razão da força dessa foto?

Escolha difícil essa! Vejo fotos que gosto todos os dias e a todo momento. Para minha escolha fico com duas fotos fortes, que dispensam a razão pela qual tem uma força absurda!




Image
Cristina Kirchner durante o enterro do marido.




Image
Criança na Etiópia (África).


-Qual seu equipamento, e o porquê desse equipamento?

Dois corpos Canon 5DMkII com grip
Um corpo Canon 40D com grip
Dois flashs Canon 580 EX
Canon 17-40mm 4 L
Canon 28-70mm 2.8 L
Canon 135mm 2.0 L
Canon 15mm 2.8 Fisheye
Canon 50mm 1.4
Canon 85mm 1.8
Conjunto de PocketWizards
Black Rapid
Alguns Leds, tripé, sobrinhas etc.

O porquê do equipamento? Atualmente esse equipamento me proporciona uma ótima condição de trabalho. Sempre busco algo melhor ou mais novo quando sinto necessidade.


-Como o equipamento que você usa influi no tipo de foto que você faz?

Fui um comprador compulsivo de equipamentos, hoje sou mais seletivo e somente compro o que conheço e tenho ótimas referências. Ao fotografar imagino o resultado final, em como registrar aquele momento na melhor maneira e penso nas possibilidades que o meu equipamento pode me dar. Então a relação da produção da foto e até mesmo as oportunidades tem relação direta com o equipamento que possuo.

-Qual a importância da edição para suas fotos?

Na minha concepção não existe fotografia sem uma pós –produção! Sempre faço ajustes nas minhas fotos. Não gosto de exageros em nada. Tudo que passa do ponto se perde e fica estranho. No caso da fotografia publicitária sabemos que é necessário manipular as fotos. Já o meu caso, sendo na fotografia social e mesmo autoral penso que quanto mais natural melhor. Fotografo somente em RAW sempre faço ajustes.


-Sabemos que idealmente sensibilidade e técnica devem andar juntas, mas como é complicado alcançar o ideal sempre se tende mais para um lado ou para o outro. Então: o que é mais forte em sua fotografia: sensibilidade ou técnica?

Com certeza a sensibilidade! Para se fazer uma bela foto não somente necessário dominar a técnica, mas saber o quer, fazer uma boa composição e conseguir transmitir algo! Uma coisa que muito incomoda nas discussões nos fóruns e de muitos fotógrafos, é que a maioria se baseia em técnica. Sempre digo isso nas salas aqui do fórum: invistam no olhar! Saber o exif de uma foto não quer dizer que fará igual. As condições para cada foto variam! Luz, momento, local, pessoas etc. Temos sempre que usar vários recursos e muitas vezes não somente técnicos. Buscar uma composição diferente, uma luz mais elaborada por exemplo são fundamentais para uma bela foto. Nosso trabalho é artístico ou seja subjetivo, não esta escrito em livros e sim baseado na sensibilidade. Com certeza os melhores fotógrafos investem mais no olhar no que na técnica.

-Vais em busca da foto ou a foto te encontra no meio do caminho?

As duas situações com certeza! Uma bela foto é a soma de alguns fatores: atenção (estar sempre atento a tudo o que se passa quando você está fotografando) + domínio da técnica (saber o que e como usar o equipamento, saber adaptar-se) + criatividade/sensibilidade (saber fazer uma composição que mostre tudo que você captar no momento). Outros fatores tais como conhecimento prévio dos lugares e pessoas a serem fotografados ajudam bastante!

-Gosta de ser fotografado? Ou em casa de ferreiro o espeto é de pau?

Para falar a verdade quase nunca! Mas como não podemos fugir dessas situações, vamos lá!


Editado pela última vez por Marcos Borges Filho em Qui Mar 10, 2011 3:07 am, num total de 1 vez

RONALD_INHO
Mega Participativo
Mega Participativo

Avaliações Positivas23

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Quarta-Feira, 7 de Janeiro de 2009
Mensagens: 1553
Localização: Cabedelo - PB

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 2:59 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Parabéns pela entrevista
tenho sua fotografia social e da UAI em geral como fonte de inspiração
yeah

Marcos Borges Filho
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 29 de Setembro de 2007
Mensagens: 5973
Localização: João Pessoa - Paraiba

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 3:24 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Pessoal, vamos aproveitar a presença do Eduardo por aqui e tirar as dúvidas, trocar idéias... Ou tá todo mundo sabendo de tudo???? Mr. Green Mr. Green

Silvia Linhares
Mega Participativo
Mega Participativo

Avaliações Positivas8

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 26 de Outubro de 2007
Mensagens: 1783
Localização: São Paulo

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 3:29 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Eduardo,

Parabéns pelo seu trabalho e dos colegas da Uai. Muita coragem e determinação. Achei isso nota 1000!

Acabo de visitar o site da Agência Uai e o que mais gostei, além das fotos, foi da irreverência com que vocês descreveram o perfil dos fotógrafos...

Vou contar prá todo mundo que você é um viciado...kkkkkkkkk em coca-cola...

"Edu Costa

- Professor de Educação Física, fotógrafo diretor de cena e finalmente, casado
- Aplaca sua ansiedade ingerindo 2 litros de Coca-Cola por dia
- É o chato mais gente boa de que temos notícia (seu coração é proporcional ao seu tamanho)
- Pode se candidatar a qualquer cargo e se eleger somente com a sua imensa popularidade"


Adoro bom humor, principalmente no trabalho...torna o dia a dia muito mais fácil de encarar...

Coincidentemente hoje eu levei a última edição da Revista Fotografe Melhor, para ler nos intervalos do meu trabalho...e o assunto que mais, ou melhor o segundo assunto que mais me chamou a atenção (o 1º foi "O valor agregado da Informação" - com o LC Marigo), foi "O fotógrafo que clicou até a lua de mel com Márcio Sheeny".

Casamento e correlatos é um mercado que desconheço quase que completamente, um pouco do que sei é pelas revistas e pelo meu amigo RONALD_INHO. Pela reportagem vi que é um mundo em franco crescimento e sempre com muitas novidades... de book dos noivos, trash the dress e fashion weding, chegamos à lua de mel...

Vamos às perguntinhas se não o peridapituba puxa as orelhas, viu RONALD_INHO?

Você já foi convidado para fazer algo tão irreverente como registrar uma lua de mel?
Se a resposta foi sim, conte como foi.

Se foi não, como você acha que seria registrar os momentos da mais pura intimidade e emoção de um casal após o casamento?

Marcos Borges Filho
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 29 de Setembro de 2007
Mensagens: 5973
Localização: João Pessoa - Paraiba

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 4:21 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Duas questões Eduardo:

1) Porque a opção por criar uma agência? Qual a vantagem profissional?

2) Fotografar eventos sociais nem sempre deve ser só flores... Fala um pouco das dificuldades do trabalho, dos clientes chatos e de como conornar situações complicadas. Fala também se você já levou algum tombo, se já "pisou em alguma jaca" durante um evento????

Eduardo Costa
Usuário Senior
Usuário Senior

Avaliações Positivas9

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 8 de Abril de 2005
Mensagens: 4552
Localização: BH- MG

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 4:30 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Marcos Borges Filho, obrigado pelo convite.

RONALD_INHO, obrigado!

Silvia Linhares obrigado e Marcos Borges Filho, indo para casa mais tarde terei o maior prazer em responder.

yeah

Leiafoto
Usuário Novo
Usuário Novo










Registrado em: Quarta-Feira, 26 de Janeiro de 2011
Mensagens: 34
Localização: Rio de Janeiro

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 5:05 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Eduardo Costa,

Gostei muito do que você disse sobre olhar fotográfico.
Sem querer entrar em conflito com os colegas do fórum (mesmo porque sou bem novo aqui) acho também que fala-se muito em equipamento, mas pouco no olhar do fotógrafo.
Eu gosto e preciso das informações postadas no forum, mas às vezes sinto falta de uma abordagem mais próxima do pensamento de cada um.

Eu tenho uma pergunta também: Como é superar as expectativas do cliente?

Vitor C.
Usuário Senior
Usuário Senior

Avaliações Positivas18

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Quarta-Feira, 26 de Julho de 2006
Mensagens: 4207
Localização: São Paulo

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 5:33 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Grande Edu! Saudades! Pergunta: como é, no seu caso, manter duas profissões distintas (fotografia e educação física)?

yeah

Humberto Yoji
Usuário Senior
Usuário Senior

Avaliações Positivas54

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 11 de Abril de 2009
Mensagens: 4219
Localização: São Paulo - SP

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 5:42 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Bela entrevista! Eu estou gostando muito dessa sessão de entrevistas, da oportunidade de conhecer um pouco mais da carreira.

Vitor C. escreveu:
Pergunta: como é, no seu caso, manter duas profissões distintas (fotografia e educação física)?


Minha pergunta é parecida com a do Vitor, pois eu pretendo conciliar a carreira de biólogo com a de fotógrafo de eventos. Então também gostaria de saber como é isso pra você, se é muito difícil. E na hora do aperto, qual das profissões tem prioridade?

Abraços

Marcos Borges Filho
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 29 de Setembro de 2007
Mensagens: 5973
Localização: João Pessoa - Paraiba

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 7:48 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Eduardo Costa, como eu disse em outra sala: nós é que temos que agradecer sua disposição em compartilhar suas experiências.

Eduardo Costa
Usuário Senior
Usuário Senior

Avaliações Positivas9

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 8 de Abril de 2005
Mensagens: 4552
Localização: BH- MG

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 9:34 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Silvia Linhares escreveu:

Adoro bom humor, principalmente no trabalho...torna o dia a dia muito mais fácil de encarar...


Silvia bom humor nos meus dois trabalhos são fundamentais, pois lido com pessoas o tempo todo!

Silvia Linhares escreveu:

Você já foi convidado para fazer algo tão irreverente como registrar uma lua de mel?
Se a resposta foi sim, conte como foi.
Se foi não, como você acha que seria registrar os momentos da mais pura intimidade e emoção de um casal após o casamento?


Essa consulta já foi feita sim, mas imagino que devido ao alto custo e também a falta de privacidade que os casais teriam não foi a diante. Acredito que fazer uma sessão durante a lua de mel seria bacana, pois iria marcar mais esse momento da história do casamento do dois.
O Luiz Fosenca que foi nosso sócio aqui na UAI se mudou para Fortaleza, e esta oferendo esse tipo de trabalho. Veja essa sessão de fotos: http://www.imagine.fot.br/blog/?p=419

Eduardo Costa
Usuário Senior
Usuário Senior

Avaliações Positivas9

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 8 de Abril de 2005
Mensagens: 4552
Localização: BH- MG

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 9:54 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Marcos Borges Filho escreveu:
Duas questões Eduardo:

1) Porque a opção por criar uma agência? Qual a vantagem profissional?



Quando pensamos em trabalhar com fotografia, acreditamos que seria mais fácil em parceria, a UAI surgiu com cinco sócios e com a ideia de trabalhar com fotografia de uma forma geral. Alias trabalhamos com fotografia em vários campos, atendemos empresas, fotos publicitárias e outros. Para facilitar o acesso a esse tipo de trabalho, criamos a empresa. Alguns benefícios, como pagar menos impostos. Mas como a UAI se destacou na cobertura de casamentos, hoje é o nosso principal trabalho.

Marcos Borges Filho escreveu:
Duas questões Eduardo:

2) Fotografar eventos sociais nem sempre deve ser só flores... Fala um pouco das dificuldades do trabalho, dos clientes chatos e de como conornar situações complicadas. Fala também se você já levou algum tombo, se já "pisou em alguma jaca" durante um evento????


Verdade viu Marcos! Para trabalhar com eventos sociais tem ser forte viu! O trabalho na cobertura de um casamento dura em torno de 10 a 12 horas. Além do cansaço tem a responsabilidade de fazer tudo certo, pois não tem uma segunda chance. Olha clientes chatos sempre aparece, mas por sorte não encontrei com muitos não. Já situações complicada aparece em case todos os eventos. A melhor forma de resolver é sendo profissional, ter calma, ser educado e usar sempre o bom senso. Cara nunca levei tombo, AINDA não mas sei que vai acontecer um dia!

Eduardo Costa
Usuário Senior
Usuário Senior

Avaliações Positivas9

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 8 de Abril de 2005
Mensagens: 4552
Localização: BH- MG

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 10:53 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Leiafoto escreveu:
Eduardo Costa,

Gostei muito do que você disse sobre olhar fotográfico.
Sem querer entrar em conflito com os colegas do fórum (mesmo porque sou bem novo aqui) acho também que fala-se muito em equipamento, mas pouco no olhar do fotógrafo.
Eu gosto e preciso das informações postadas no forum, mas às vezes sinto falta de uma abordagem mais próxima do pensamento de cada um.

Eu tenho uma pergunta também: Como é superar as expectativas do cliente?


Olá Leia foto, obrigado!

Muitas vezes fui criticado e também chato com pessoas aqui do fórum, pois penso como você. Mas com o tempo vi que algumas vezes é necessário dominar a parte técnica para podermos executor o que queremos com o nosso olhar. Um exemplo é o uso do zoom-panning durante as festas:




Image


Ótima pergunta! Fazer uma cobertura ou uma foto que faça com que o cliente se emocione, sempre supera as expectativas. Saber transmitir emoção nas suas fotos e não somente fazer belas fotos! Outro aspecto é tornar a cobertura em uma experiência para o o cliente e para você, pois a cada casamento é único. Muitas vezes ficamos amigos dos noivos devido ao nosso envolvimento com o casamento, um exemplo disso é que em todos nossos casamento fazemos fotos com os noivos ao final para ficar uma lembrança da nossa experiência.

Na foto abaixo fica claro nosso envolvimento com os noivos. Na foto final usamos camisas do Barcelona, pois os noivos moram na Espanha e são apaixonados pelo time, além da noiva fazer seu doutorado em estudo sobre o Barcelona.




Image


Editado pela última vez por Eduardo Costa em Sex Mar 11, 2011 11:19 pm, num total de 2 vezes

Eduardo Costa
Usuário Senior
Usuário Senior

Avaliações Positivas9

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 8 de Abril de 2005
Mensagens: 4552
Localização: BH- MG

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 11:01 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Vitor C. escreveu:
Grande Edu! Saudades! Pergunta: como é, no seu caso, manter duas profissões distintas (fotografia e educação física)?

yeah


Olá amigo, saudades do nossos papos também.

Sabe não é facil não viu, mas são duas paixões, então deixar qual delas a esposa ou a amante? Mas tento com muito esforço uma não participar da vida da outra. Mas posso deixar um dica: disciplina nos horários e compromissos!

Abraços amigo.

Eduardo Costa
Usuário Senior
Usuário Senior

Avaliações Positivas9

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 8 de Abril de 2005
Mensagens: 4552
Localização: BH- MG

 


MensagemEnviada: Qua Mar 09, 2011 11:04 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Humberto Teté escreveu:
Bela entrevista! ....

Minha pergunta é parecida com a do Vitor, pois eu pretendo conciliar a carreira de biólogo com a de fotógrafo de eventos. Então também gostaria de saber como é isso pra você, se é muito difícil. E na hora do aperto, qual das profissões tem prioridade?

Abraços


Obrigado Humberto

Como disse tem que ter disciplina, mas na hora do aperto você tem que dar prioridade a sua principal profissão é claro. No meu caso as duas estão no mesmo patamar, então vai conforme a necessidade de cada uma mesmo.

Abraço
Mostrar os tópicos anteriores:      
Publicidade
Parceiros DigiForum
Responder Mensagem


 Ir para:   



ao menos uma das palavras
todas as palavras
frase exata



Receber rss deste tópico
Exibir próxima mensagem
Exibir mensagem anterior
Enviar Mensagens Novas: Proibido.
Responder Tópicos Proibido
Editar Mensagens: Proibido.
Excluir Mensagens: Proibido.
Votar em Enquetes: Proibido.


Powered by phpBB :: phpBB Group :: FI Theme (modified) :: Todos os horários são GMT - 3 Hours :: Spam Poison :: Spam Catcher