DigiForum, comunidade online de fotografia e equipamentos fotográficos. Desde 2004 não apenas uma referência, mas sim uma realidade. Mais de 1 milhão de pessoas já obtiveram respostas sobre fotografia em nosso site. Mensalmente somos visitados por mais 140.000 visitantes únicos mensais. São 1.400.000 pageviews mensais feitos por visitantes humanos (já descontados os bots). DigiForum, comunidade online de fotografia e equipamentos fotográficos. Desde 2004 não apenas uma referência, mas sim uma realidade. Mais de 1 milhão de pessoas já obtiveram respostas sobre fotografia em nosso site. Mensalmente somos visitados por mais 140.000 visitantes únicos mensais. São 1.400.000 pageviews mensais feitos por visitantes humanos (já descontados os bots).
 FAQ  • Regras  • Pesquisar  • Membros  • Grupos  • Staff  • Portal  • Twitter DF  • Facebook DF
Registrar  • Meu Perfil  • Entrar e ver Mensagens Particulares   • Galeria de Fotos   • Loja Virtual   • Login
 Entrevista: IGOR COLTRO

Exibir próxima mensagem
Exibir mensagem anterior

Receber rss deste tópico
Responder Mensagem
Autor Mensagem

Marcos Borges Filho
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 29 de Setembro de 2007
Mensagens: 5973
Localização: João Pessoa - Paraiba

 


MensagemEnviada: Qui Jul 21, 2011 5:04 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

O Digiforum tem a satisfação de publicar uma entrevista com o Igor Coltro, um colega que teve participação fundamental na estruturação desse forum.




Image

Ele nos conta sua experiência. Um profissional que é Analista de Sistemas; mas, que complementa sua renda com a fotografia, principalmente fazendo books. Esse breve relato parece um pouco com sua história? É o passo que você deseja dar? Então, não perca a entrevista


Editado pela última vez por Marcos Borges Filho em Dom Nov 20, 2011 7:10 am, num total de 1 vez

Marcos Borges Filho
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 29 de Setembro de 2007
Mensagens: 5973
Localização: João Pessoa - Paraiba

 


MensagemEnviada: Seg Jul 25, 2011 3:37 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

O que despertou em você o interesse pela fotografia?

Em 2004, para ajudar um amigo com um "site de balada", vasculhei a internet a procura de uma câmera digital. Depois de umas longas pesquisas, cheguei a comunidade Digiforum e nele comecei a me envolver e conhecer mais e mais sobre fotografia. Nunca gostei de ser um mero apertador de botão. Dia a dia eu fazia consultas, pesquisava, trocava experiências e o assunto começou a me agradar mais e mais.... Posso dizer que certamente a comunidade Digiforum é a "culpada" por me despertar o interesse pela fotografia.


Você foi um dos pioneiros do Digiforum, e atuou de maneira muito efetiva no fórum. Como foi essa convivência com o Digiforum e qual a contribuição do fórum no teu crescimento enquanto fotógrafo?

No início, eramos um grupo pequeno, bem centrado e que sempre tentávamos motivar os usuários a participar (a comunidade era pequena ainda), seja na parte técnica (compra de equipamentos, etc) ou para compartilhar fotos que trocar experiências de técnicas ou mesmo de observação. Tive a idéia de criar um duelo de clãs para fazer o pessoal agitar e confesso, foi muito divertido. Eu queria ajudar mais e conquistei uma vaga como moderador e futuramente como administrador. Era uma época que eu era autônomo, tinha bastante tempo disponível para contribuir. Com o tempo, tive muitas mudanças na minha vida e devido a minha nova profissão de Analista de Sistemas em implantação de Sistemas (Antes eu dava manutenção em micros de empresas), o tempo ficou escasso devido as minhas viagens diárias para clientes de outras cidades, o que fez com que eu me afastasse mais e mais do fórum.

Quais os fotógrafos que te influenciaram na paixão pela fotografia, e o porque? Aponte-nos, pelo menos, duas fotos que te encantam?

Com a facilidade do Twitter, ficou mais fácil acompanhar ou papear com pessoas que admiramos. Gosto muito dos trabalhos do JR Duran e acompanho muito alguns trabalhos de flickeiros que são muitos para apontar aqui. O fotografo Steve McCurry que fez aquela famosa foto capa da National Geographic da Moça Afegã em 1985, pois ela me surpreende sempre pelo olhar e tudo marcante.




Image

Outro Fotografo e mestre que não tenho como não citar é o David Hobby, criador do site www.strobist.com onde copio sempre algumas técnicas de iluminação com flashes compactos e Joe McNally que aprimorou o conceito Strobist e hoje supera fácil o criador. A outra foto que aponto é dele, difícil de fazer e resultado supreendente.




Image

Não vou citar outras porque gosto de muitas e muitas e me surpreendo cada vez mais com pessoas que começaram comigo e tem mostrado resultados surpreendentes.


Apresente-nos, pelo menos, duas fotos suas que você não se cansa de apreciar?

Vou apresentar 4, não pela beleza, mas quando observo elas, me trazem momentos que marcaram a evolução do meu trabalho.




Image

Foi o momento que comprei minha primeira lente profissional (na época era a 70-200 4L não IS). Lembro-me que ainda tinha aquela inspiração para querer observar com outros olhos tudo que era comum na minha vida, mas não dava valor, foi quando percebi o meu cachorro me olhando pelo canto da parede.




Image

Foi quando eu senti que a partir daquele momento, mais ou menos naquela foto, eu comecei a buscar algo mais na fotografia, falando financeiramente. Essa foto parece que me dá forças e eu gosto de observá-la sempre.




Image

Marca o inicio da etapa em que comecei a fazer os Books. Foi o primeiro trabalho, a modelo inexperiente assim como eu era nessa área, mas a superação pra conseguir fotos que surpreendessem tanto as minhas exigências. Acabei surpreendendo com esse ensaio, as exigências das pessoas que estavam em volta de mim.




Image

Marca o início da formação da equipe oficial nos books. A moça da foto desfile, é modelo aqui na região e faz parte da minha equipe. Foi quando eu senti que poderíamos somar qualidade e a partir daí a evolução passou a me surpreender a cada dia.




Em que momento você passou a entender que já tinha um amadurecimento suficiente na fotografia para dar um passo no sentido do profissionalismo? Existe alguma foto sua que sirva como divisor entre o amadorismo e o profissionalismo?

Com o tempo, fui atualizando equipamento na medida que sentia necessidade de algo mais e baseado nas dificuldades que eu encontrava em cada trabalho, procurava a minha evolução completa de Software (Lógica, pensamento, olhar, etc) e Hardware (Equipamento e Acessórios). Não há como citar uma foto, pois, a evolução não acontece quando a gente dorme e acorda no outro dia, assim como tenho muito a evoluir, mas posso dizer que o amadurecimento e profissionalismo começou quando comecei a envolver outras pessoas e formar uma equipe. Não é fácil conduzir além da modelo, uma equipe de pessoas com os mesmos propósitos, mas pensamentos diferentes.



Você é analista de sistemas e a fotografia complementa sua renda nos horários vagos. Hoje a fotografia já é uma parcela significativa em sua renda ou é só um caso de paixão?

Hoje a fotografia é só paixão, mas em momentos da minha vida ela já me trouxe um bom dinheiro. Como sou Analista de Sistema e vou de cliente a
cliente todo dia, viajo no minimo 100km/dia, isso me toma muito tempo e o cansaço da semana gera um desanimo no fim de semana (principal período que faço as fotos), o que fez com que eu reduzisse as seções nos últimos meses.
Muito hoje dizem: Você perde seu tempo sendo analista, se fosse fotografo ganharia muito dinheiro, mas, infelizmente por um medo do prazer em fotografar virar "a obrigação do ganha pão", eu acabo dando prioridade em ser analista e adiando trabalhos, mas... o futuro a Deus pertence.



Você faz eventos e still. Mas o forte de sua atuação são os books, tanto externos, estúdio, publicitário e sensual. O que te levou a esse nicho de mercado?

Fazia sempre eventos pra tentar colocar meu nome na cabeça das pessoas aqui da região. Um aniversário ou casamento, você acaba se expondo por pelo menos 300 pessoas que por algum momento do evento, passa os olhos pra acompanhar o fotógrafo em ação. O book é algo que me cativa, pois eu me sinto na composição de um filme, talvez como um diretor. Nos meus ensaios, tudo é feito com base em encenação e atuação. Quanto mais você dá confiança para a modelo, melhor o resultado. Lógico que há muitos desafios quando você fotografa pessoas "normais" como no meu caso. Normais porque geralmente não são modelos de agencias e estão ali para seu primeiro ensaio. Nem sempre são belas como eu quero, mas procuro deixá-las tão belas quanto imagino.



Fazer book, para você, é uma opção profissional ou uma maneira de
abrir espaço para o mercado de moda e publicidade?


No inicio, confesso que usei a fotografia para ter acesso a lugares que jamais estaria, mesmo com todo dinheiro do mundo. Não acreditava que
chegaria a um nível profissional. Hoje, posso dizer que utilizo a mesma como opção profissional além do prazer e dinheiro que proporciona, porém Não existe satisfação maior do que você ouvir as pessoas falando bem do seu trabalho, sem que você ao menos solicite isso. Ou mesmo, chegar em algum lugar que jamais foi e ouvir as pessoas comentando sobre você.



Você busca uma identidade própria em sua fotografia ou segue algumas referência?

Nunca me espelhei em nenhum fotógrafo, mas já procurei trazer técnicas aplicadas por alguns, como o Strobist. Eu sou um Strobist Natu, uso, gosto e ensino. Quem não gosta de flash é porque não sabe fazer o bom uso dele. O fotógrafo tem que criar seu próprio estilo. Por isso as vezes passo horas vendo o flickr. Tem muita gente boa por lá. O fotógrafo tem que ter sempre em mente que: Admirar outros trabalhos é legal, fazer igual é falta de criatividade.


Essa é uma área da fotografia em constante mutação. Como você se mantém atualizado?

Geralmente eu acesso sites específicos para me informar sobre determinado assunto. Equipamento é algo que eu parei de me preocupar. Só vou atrás quando se faz necessário e não porque o meu saiu de linha, já a técnica, precisa sempre evoluir, assim como a percepção e o olhar. Ser fotógrafo tradicional só tem vez hoje para pessoas tradicionais e eu procuro sempre ser diferente para surpreender. O interior do estado pela pela escassez de cursos, workshops, etc, então eu procuro me atualizar com o meio digital e tudo que alcanço, além dos amigos. Ahhh fóruns e youtube ajudam muito também! kkkkk*.



Qual o perfil de sua clientela de book? São agência, modelos em busca de um "cartão de apresentação", mulheres que desejam ser modelos ou pessoas em busca de um ensaio pessoal para ter como lembrança? Existe diferenças nos ensaios para cada um desses clientes?

Quando o ensaio é pessoal, você se foca no gosto da modelo ou com base no perfil dela. Quando a foto é para agencia ou loja, o interesse é do
contratante e a modelo já sabe qual é o seu papel no ensaio, onde
normalmente acaba sendo "mais fácil" pois você fotografa alguém com mais experiência. Mas particularmente eu prefiro DESAFIO mesmo!



Trabalhar com book é lidar com uma série de aspectos complexos na fotografia. Um dos principais certamente é a iluminação. Como você lida com a luz e qual a parafernália de equipamento que usa para iluminação, tanto em estúdio como em externas?

A iluminação não só é importante em Book, mas sim em todas as áreas da fotografia. Não basta ter luz disponível, mas sim a luz com qualidade e na medida certa do objetivo. Com uso de flashes mesmo que durante o dia e rebatedores, posso trabalhar com a luz conforme o assunto que eu quero e por trabalhar com flashes compactos, o transporte fica mito fácil.
O uso da Luz Disponível varia conforme o objetivo sendo direta, debatida,
refletida, com Gel, Natural e por aí vai. Gosto muito de contornar o assunto principal, destacando na cena com luz dura nos contornos e suave
frontalmente, mas aí vai do gosto de fotógrafo pra fotógrafo.



Qual câmera que você usa, e qual a razão dessa escolha? Quais as lentes de sua preferência durante os ensaios? E qual o equipamento dos seus sonhos?

Hoje eu uso uma Canon Eos 7D e uma Canon Rebel T2i como backup (Principalmente em eventos), flashes canon 430ex, 580exII e 4 flashes
Genéricos (Yougnuo) além de sombrinhas, rebatedores e outros. Uso Canon porque sempre gostei e me acostumei a tudo da marca, mas sempre trabalhei com Rebels. Optei pela 7D por ser uma câmera mais robusta, rápida e que não custa tão caro. Geralmente nos ensaios uso uma 50mm 1.8 básica, 24-105 4L IS (Geralmente de 35mm até 80mm, nunca aos extremos do range) e uma 70-200 4L IS para rosto e desfoque de outros pontos.
Meu objetivo seria uma 5D MkII ou sucessora da mesma linha e lentes 70-200 2.8 IS II ou uma 200mm 2.8 L fixa + 105mm 2.8 L IS fixa. Obs: Gosto muito de lentes fixas, mas elas nos deixam limitado dependendo do lugar que se fotografa.



Como o equipamento que você usa influi no tipo de foto que você faz?

A câmera em si, quase nada, pois a qualidade dela para uma rebel é pequena quando trabalhamos com Raw e nos books que eu faço. Quanto as lentes, me geram qualidade, nitidez, velocidade e desfoque (uso muito desfoque de lente). Os flashes, como uso muito strobist, uso e abuso dos mesmo, sincronizando via wireless. Optei por flashes compactos porque eu não tenho estúdio, faço fotos onde me der vontade e quando eu gosto do local, ou mesmo por sugestão da modelo, logo, tenho menos peso para carregar e a mobilidade de usar tudo sem fio. Porém, como nem tudo são flores, sofro com a ação do tempo (ventos, sol, chuva, etc) e de pessoas que sempre bisbilhotam os ensaios.



Qual a importância da edição para suas fotos?

A edição, desde que bem utilizada, realça a beleza da fotografia. Por melhor que seja a captação e saída do arquivo direto do equipamento, eu no mínimo procuro fotografar usando RAW para aproveitar o melhor possível do arquivo cru. Porém, sou totalmente contra o uso exagerado de photoshop nas fotos. A essência de uma foto não pode ser comprometida ou modificada pela edição a não ser que ela foi feita para esse propósito.



Dirigir as modelos é um outro aspecto que parece fundamental. De que maneira você interage com as pessoas que vai fotografar?

A interação começa desde o momento em quem há o contrato. Fazemos 1 ou 2 bate papos antes de iniciar o trabalho para conhecer melhor a modelo e sentir quais são as caracteristicas que mais me agradam na mesma. Logo, deixo claro para a modelo os pontos que mais marcaram e que serão foco no ensaio como olhos, boca, mãos.. isso vai de modelo pra modelo. Também procuro entender o objetivo dela com o ensaio e se ela tende a se expor mais ou ser mais reservada.
No ensaio, os diálogos são constantes, a modelo tem que se sentir o centro da atenção, se sentir bonita e fazer parte da cena. Não há como fotografar alguém que fique "travada" todo o ensaio. Houve casos de pessoas que ointeresse inicial era fotos com bastante roupa e até o final do ensaio virou um sensual com lingerie. Tudo depende da segurança que você passa para ela.
Lógico que estou falando do MEU público que são pessoas que normalmente nunca fotografaram e não de modelos com experiência.


O perfil da modelo a ser fotografada influencia na definição do ensaio a ser feito?

Claro. Não tem como você conseguir um objetivo nas fotos se o perfil da modelo não ajuda. Dentre os objetivos traçados no ensaio, o perfil da modelotem que estar condizente ou o fotografo tem que se virar um bocado pra conseguir atingir o objetivo.



Na produção de seus books você conta com cabeleireiro e maquiador, ou a modelo já deve chegar maquiada e com o cabelo pronto? E com relação às roupas, como é feita a produção?

Geralmente cabelo é feito com antescendência pela modelo, pois, demora muito tempo. Já a maquiagem é feita por uma profissional que me acompanha (ou alguém, caso a cliente prefira outra pessoa) que sempre acaba ajudando por todo o ensaio. Como normalmente não temos ninguém para elaborar nossasidéias de lugares, cenas e roupas, faço isso em parceria com a minha maquiadora onde tentamos conciliar todos os fatores que terão influencia em um ensaio.


Sabemos que idealmente sensibilidade e técnica devem andar juntas. Mas como é complicado alcançar o ideal, sempre se tende mais para um lado ou para o outro. Então: o que é mais forte em sua fotografia: sensibilidade ou técnica?

Eu tenho uma tendencia maior para a Técnica. Sensibilidade na minha opinião é algo que se adquiri com muito tempo e pratica,mas' infelizmente não tenho me dedicado como gostaria para a fotografia. Nossa sensibilidade evolui quando começamos a ver o que é trivial com outros olhos, ou seja, fazer comque nossos olhos captem a essência que tudo tem.


Gostas de ser fotografado? Ou em casa de ferreiro o espeto é de pau?

Gostar eu não gosto, até porque eu não sou fotogênico e passo longe de ter perfil de modelo (kkkkk), mas, não me incomoda ser fotografado, no entanto eu procuro sempre que posso, colocar alguém pra filmar o making of ou fazer cliques e depois montar o video do trabalho, não pra me exibir, mas pra divulgar o que faço e para que quem assista, sinta um pouquinho da emoção.


Finalizando, gostaria de agradecer a oportunidade dada e dizer que é uma
satisfação descrever um pouco da minha "vida fotográfica" aqui. Abraço a
todos da equipe e parabéns pessoal, o digiforum hoje é a maior comunida de fotografica do brasil.
PARABENS!

alexandreriz
Usuário Novo
Usuário Novo










Registrado em: Terça-Feira, 1 de Março de 2011
Mensagens: 100

 


MensagemEnviada: Seg Jul 25, 2011 10:05 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Igor parabéns pela entrevista e trajetória.

Tenho duas perguntas

Voce pretende e planeja que a fotografia torne-se sua única profissão? se sim o que voce faz e planeja para isso?

Notei que tem vários flashes,quantos geralmente são usados em um book? teria foto do sete-up e organização que usa?

Parabéns =D>

Igor Coltro
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Quarta-Feira, 7 de Abril de 2004
Mensagens: 7050
Localização: Ribeirão Preto - SP

 


MensagemEnviada: Seg Jul 25, 2011 12:47 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

alexandreriz, Obrigado cara!

Citação:
Voce pretende e planeja que a fotografia torne-se sua única profissão? se sim o que voce faz e planeja para isso?


Bom, hoje ainda não vejo isso. Já houveram momentos da minha vida em que eu queria que a fotografia fosse minha profissão, mas, talves por hoje eu estar bem alocado na minha vida e por gostar também muito do que eu faço, mas confesso que não descarto a possibilidade de acontecer e quem sabe em curto prazo.
Como dizem: A ocasião faz o ladrão, se a ocasião me pegar, não penso 2 vezes.. kkk



Citação:
Notei que tem vários flashes,quantos geralmente são usados em um book? teria foto do sete-up e organização que usa?

Quantidade de flashes e o Set, depende muito do seu objetivo. Não tem um set padrão para usar. Geralmente eu uso 2 flashes, independente da luz. Uso eles pra completar a luz ou posição que me falta naquele momento.
Lente normamente eu uso uma 24-105 4L e uma 70-200 4L.



Image
Nesse exemplo, eu usei duas sombrinhas para iluminar o cabelo da modelo, a foto acabei fazendo meio de brincadeira.




Image
Nessa, como já tinha luz por trás do modelo, usei a sombrinha pra iluminar o rosto só, nesse caso uma única luz de flash




Image
nessa, já variei bastante o angulo de cena pra cena, tudo depende do que vc quer. Luz mais suave, sombrinha, se precisar de luz dura, usa flash direto com cautela.

peridapituba
Eu moro aki!
Eu moro aki!

Avaliações Positivas3

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sexta-Feira, 11 de Mai de 2007
Mensagens: 14733

 


MensagemEnviada: Seg Jul 25, 2011 8:42 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Igor,

Em alguns momentos vc cita que se sente feliz exercendo a função de Analista de Sistema, mas que dependendo da oportunidade não pensaria 2 vezes em ser um profissional da fotografia.

Eu entendo que é difícil a gente largar uma profissão já estabelecida e que nos garante o sustento para se aventurar em outra que, mesmo sendo uma paixão, não é garantia de bons resultados financeiros sempre.

Se vc pudesse escolher entre ser Analista de Sistema ou ser Fotógrafo Profissional, com todas as dificuldades que ambas as profissões possuem sendo pesadas na balança, qual vc escolheria?

E por quê?

A Fotografia lhe garantiria um nível de remuneração que a atividade de Analista te garante?

Como?

Abraços, yeah

Ranyere Nobrega
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum










Registrado em: Sexta-Feira, 23 de Janeiro de 2004
Mensagens: 7456
Localização: Recife (PE)

 


MensagemEnviada: Seg Jul 25, 2011 10:11 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Meu caro amigo Igor, fico feliz com o desenrolar de sua profissão. As vezes acompanho seus ensaions no You tube. Sua evolução é impressionante. Um grande fotógrafo.
Abraços.

Igor Coltro
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Quarta-Feira, 7 de Abril de 2004
Mensagens: 7050
Localização: Ribeirão Preto - SP

 


MensagemEnviada: Ter Jul 26, 2011 9:59 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

peridapituba, Excelente pergunta... pra falar a verdade, sua pergunta é uma dúvida que eu tenho dia a dia.... vamos refletir um pouco Smile

O problema em "Ser Fotografo Profissional" pra mim, entram alguns fatores que hoje eu não convivo. Vamos falar por partes, até porque acho que é um impasse de muita gente aqui do forum.

Hoje na empresa que trabalho como analista de sistema (Não desenvolvo, eu implanto sistemas de RH) eu tenho o emprego e suas garantias. É uma empresa que eu me orgulho de trabalhar, ela tem nome e tenho meu trabalho garatido. Eu só preciso fazer o que é do meu gosto: Implantar sistemas.
Vendendo ou não no mês, o que é meu está lá e o vendedor será cobrado, não eu!

Já na fotografia, pelo menos inicialmente eu precisaria vender, fotografar, receber, ou seja, fazer todo o trabalho da empresa e a venda de trabalho que hoje como hobbysta não faz tannnta diferença, passa a fazer MUITA diferença.
Aqui no interior (Obs, eu moro no Interior do Interior do estado, Pitangueiras, SP) não há mercado. Cidade de 35 mil hab, na sua maioria pobres. Teria que pensar em partir para uma cidade Maior, tipo Ribeirão Preto, mas envolve custos e é dificil entrar em um mercado onde eu não tenho nome.

Veja meu pensamento hoje: Quando uma pessoa me procura pra fazer um evento por exemplo, eu posso passar um orçamento elevado quando não acho interessante fotografar determinado evento, pois, não dependo disso pra viver. Virando fotografo profissional, não posso pensar assim, pois, eu dependeria desse dinheiro e entraria pra concorrencia do mercado.

Vamos fazer uma análise da minha área de atuação: Book externo é algo complicado.. Deslocar pessoas é complicado. Eu preciso no minimo levar 2 pessoas (Book mais simples) além da modelo, que seria a maquiadora e uma assistente pra fazer os makings ou ajudar em algumas tomadas segurando rebatedor ou flash. Tudo isso envolve custo, desde a escolha do lugar (Para avaliar a distancia e custos onde nem sempre consigo repassar para a modelo).
Por aí o pessoa já que ve que o lucro não é fabuloso como muitos pensam.

Vale deixar claro que, estou falando de fotografar pessoas normais (que na maioria, nem modelos são) e que tem realidades diferentes das que atuam no segmento.

Algumas experiências que eu tive que gostaria de compartilhar (Lembrando que Let's Share é o lema da empresa onde trabalho Mr. Green ): Lembrando que eu não sei mais que ninguém, mas posso afirmar que esses anos com fotografia me trouxeram algumas experiências.
1- Cuidado com agências, pois, existem muitas que são desonestas.. Só te ajudam quando precisam de você, mas o que sempre visam é $$$$
De TODO mundo que diz que vai fazer propaganda de você, menos de 20% faz isso 1x e menos de 5% faz mais de 1x, mesmo que goste muito do seu trabalho.
2- Fotografos são egoistas: Quando viram profissionais a maioria fica egoista, não gosta de compartilhar e só sabe reclamar de quem está começando ou que é hobista. Lógico que toda regra, tem exceções! Lembre-se que ARTE é individual, cada um tem a sua técnica, estilo e seu publico, compartilhar não faz mal a ninguém.
3- Equipamento é TUDO............... tudo que você não teria que se preocupar. Pra que ter uma 5D MK II se você não precisa disso, uma rebelzinha já resolveria seus problemas. Compre o que realmente for usar. Lentes são bons investimentos, mas pense nas que serão úteis pelo que precisa. Falar SOMENTE de equipamento é PERDA DE TEMPO. Leia e reflita sobre suas fotos, seu erros, os erros de outras pessoas e evolua a partir disso.


ufaaaaa... kkkkk a principio é isso.
To curtindo o assunto. Vamos falar mais.. Vamos participar galera

Igor Coltro
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Quarta-Feira, 7 de Abril de 2004
Mensagens: 7050
Localização: Ribeirão Preto - SP

 


MensagemEnviada: Ter Jul 26, 2011 10:45 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Ranyere Nobrega escreveu:
Meu caro amigo Igor, fico feliz com o desenrolar de sua profissão. As vezes acompanho seus ensaions no You tube. Sua evolução é impressionante. Um grande fotógrafo.
Abraços.


Grande Ranyere... tudo na paz ae amigo?
Muito obrigado cara..

Pessoal, quem quiser, pode visitar alguns trampos que eu publico mko no youtube

http://videos.igorcoltro.com
twitter: @Igor_Coltro

jrsloboda
Muito Participativo
Muito Participativo

Avaliações Positivas3

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 16 de Setembro de 2006
Mensagens: 778
Localização: paraná

 


MensagemEnviada: Ter Jul 26, 2011 10:56 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Olá,

1º. Parabéns Igor Coltro gostei da entrevista.


bom nem fui chamado pro papo mais gostei da pergunta do peridapituba e da sua resposta apesar de ter entendido toda ela, acho que de certa forma faltou complementar a resposta.

fiquei interessado porque tô quase na mesma situação d'oh! mais meu horário é ainda pior (faço escala) e por vezes trabalho nos abençoados sábados que na maioria tem trabalho. Eu trabalho em uma empresa e faço um "step" com a fotografia por gostar e porque queria fazer eventos, que agora tenho feito. Mais não posso deixar a empresa porque tenho família que depende de minha pessoa.


- Se vc. colocasse tudo no papel, exemplo teria uma média de "X" trabalhos pra fazer e me dariam um lucro de "tantos" reais por mês.... Trocaria ???

vc. tem investido muito na propaganda ??? para que te conheçam. Ou o que aparece é lucro, e de boca em boca se tem o bastante ? pergunto isso por causa da sua experiência de 20% faz 1x propaganda sua (que foi meu caso também....)


[]s
Jr.

PS.: vou parar senão ficaria uma pergunta muito preguiçosa de ler.... Mr. Green

Igor Coltro
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Quarta-Feira, 7 de Abril de 2004
Mensagens: 7050
Localização: Ribeirão Preto - SP

 


MensagemEnviada: Ter Jul 26, 2011 3:29 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

jrsloboda, Obrigado cara... Chega mais aeee no papo que tá bem interessante... Abro o convite a todos que quiserem..

Você citou uma coisa muito importante que muita gente esquece na hora de pensar em trocar de trabalho.. A FAMILIA...

Imaginemos em valores
Em uma empresa vc ganha 2000 e aparece uma proposta para outro trabalho pra ganhar os 2000, porém, vc pode ganhar mais 1200 fazendo horas extras. Houve vantagem? Ao meu ver, não... Nada compra o tempo que eu tenho de curtir minha familia, minha namorada e meu sossego.

Vou resumir palavras do Max Gehringe:
Temos 3 pilares do trabalho: Remuneração, Oportunidade de Crescimento e Ambiente de trabalho. Quando você ve que 2 deles pode melhorar em outra oportunidade de emprego, talves está na hora de pensar em mudar de trabalho e não necessariamente $$$$$

Com a fotografia é a mesma coisa, se você ver que dois desses pilares irão melhorar se você partir para a fotografia, vá e seja feliz!

Então, no meu caso, o fator Dinheiro nem é o mais importante.
O dia que vc passar como eu passei de ter que ligar diáriamente para uma cliente pra cobrar um book e ela te negociar em pagar com 5 cheques, você percebe que nem tudo na fotografia é lindo e maravilhoso (Nesse caso, como falei no tópico acima, você entra como Cobrador e não fotografo mais e isso é soda).


Citação:
vc. tem investido muito na propaganda ??? para que te conheçam. Ou o que aparece é lucro, e de boca em boca se tem o bastante ? pergunto isso por causa da sua experiência de 20% faz 1x propaganda sua (que foi meu caso também....)


Os 20% é o povo que vc já fez fotos, gostou e quando ver alguém precisando, vai lembrar de você. Uma coisa é o povo pra pedir desconto, falar que vai te divulgar porque vc é bom e tal, outra é eles realmente fazerem.

Eu não gasto com publicidade, porque depois não tenho tempo de atender as solicitações. Eu coloco videos no YT nem pra vender meu peixe, mas pra tentar passar como é um ensaio pra quem quer conhecer. Num dá pra ficar levando uma galera no ensaio, a modelo ficaria constrangida.
Só investi 1x com camisetas que eu dava pras pessoas que contrataram e no Orkut (que as pessoas viam as fotos da amiga e ficavam com vontade de fotografar), mas uma boa publicidade e um bom portfolio, com certeza rendem boas vendas, associadas ao boca a boca.

Vou te dizer que, no começo fiz alguns grátis para portfolio e todos os outros demais sairam graças ao boca a boca que sairam desses grátis.

jrsloboda
Muito Participativo
Muito Participativo

Avaliações Positivas3

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 16 de Setembro de 2006
Mensagens: 778
Localização: paraná

 


MensagemEnviada: Ter Jul 26, 2011 6:48 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Igor Coltro escreveu:

Então, no meu caso, o fator Dinheiro nem é o mais importante.
O dia que vc passar como eu passei de ter que ligar diáriamente para uma cliente pra cobrar um book e ela te negociar em pagar com 5 cheques, você percebe que nem tudo na fotografia é lindo e maravilhoso (Nesse caso, como falei no tópico acima, você entra como Cobrador e não fotografo mais e isso é soda).


bom então o negocio aqui está mais feio que eu pensava, porque aqui eu já parcelo....

minha cidade também é pequena, e os poucos que tem mais a investir na festa do evento geralmente procura nas cidades vizinhas que são maiores.
as pessoas aqui sequer procuram na própria cidade, mais por costume. Fazem isto com tudo por aqui.

Max tá rico falando isso pra todo mundo... rsrsrsrs
Pra mim o que me incentivou a fotografar em eventos foi o custo do hobby, e porque todo mundo que me conhecia vinha me procurar pra fazer uma festinha aqui, outra alí... mais como era para conhecido geralmente eu nem cobrava as fotos.

mais pro momento:

não Shame on you tocro o certo pelo duvidoso....


quais lentes, e outros investimentos tem em mente para o futuro?
já pensou em mudar de marca ?

[]s
Jr

Igor Coltro
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Quarta-Feira, 7 de Abril de 2004
Mensagens: 7050
Localização: Ribeirão Preto - SP

 


MensagemEnviada: Ter Jul 26, 2011 7:11 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

jrsloboda, Não deve trocar mesmo. O povo acha que na fotografia é tudo lindo, mas também sem seus problemas. Interior é complicado... Já peguei cheques sem fundo de monte.

Eu tenho uma 24-105 4L IS, 70-200 4L IS, 50mm 1.8 e uma 10-20mm da sigma (acho)
talves futuramente uma 105 2.8 IS ou uma 85mm 1.8 mas ainda é cedo pra pensar..

Trocar de marca já passou sim, mas, não sei se vale a pena. Quando vc acostuma com alguma marca, é complicado de mudar e não sei se vale a pena trocar.. Nikon e Canon seque num patamar muito próximo, notar diferença consideravel nisso é procurar pelo em ovo.

Abraço

jrsloboda
Muito Participativo
Muito Participativo

Avaliações Positivas3

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 16 de Setembro de 2006
Mensagens: 778
Localização: paraná

 


MensagemEnviada: Qua Jul 27, 2011 8:26 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Igor com relação aos books, vc. já tem os pacotes fechados ou o cliente monta como quer ?!?!

já teve ter feito casamento o que achou??? onde vc. acha que o bixo Big Mouth pega neste tipo de evento ?


não sei a 105mm, mais a minha 85mm tem me surpreendido em retratos, apesar que a 70-200mm me serviria bem também...


[]s
Jr.

Igor Coltro
Veterano DigiForum
Veterano DigiForum

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Quarta-Feira, 7 de Abril de 2004
Mensagens: 7050
Localização: Ribeirão Preto - SP

 


MensagemEnviada: Qua Jul 27, 2011 10:25 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Citação:
Igor com relação aos books, vc. já tem os pacotes fechados ou o cliente monta como quer ?!?!


Geralmente o cliente não sabe o que quer, só sabe que ele quer fazer fotos, sem idéia de quais roupas e sem idéia de qual lugar (Lembrando que eu faço sempre externas), aí dou sugestões, mas sempre a pessoa acaba gostando e comprando mais que o combinado.

Citação:
já teve ter feito casamento o que achou??? onde vc. acha que o bixo Big Mouth pega neste tipo de evento ?

Sim, eu faço as vezes, mas não divulgo porque nem sempre dá pra pegar. É aquilo, book a gente programa a data, casamento não.
Vou tentar dar umas dicas pra casa e to:
- Ter bom conhecimento pra aproveitar a luz disponível (Seja do local ou seja de flash), mas isso depende do TAMANHO e estrutura do mesmo, quanto maior, mais exigente;
- Ter equipamento de Backup (inclusive camera e flash) para evitar imprevistos e de preferencia usar cartão de memo de qualidade. Imagina um Danelec zicar e você perder tudo ou parte do trampo, corre risco de ser processado pela contratante.
- Observe muito, veja onde estão os detalhes, conheça quem são os queridos dos noivos e foque neles além dos noivos, esqueça o resto, de atenção exclusiva aos protagonistas.
- Converse sempre com os noivos, faça-os sorrir, sentir-se a vontade com a sua presença (Eles vão te agradecer por isso depois);
- Negocie tudo certinho antes, os minimos detalhes. É muito desagradável a pessoa espera que algum item está no pacote e quando você for entregar ela ver que não estava e que tem que pagar a mais por isso;
- Negocie valores para X tempo e X quantidade, senão, vc fica na festa até a noiva enjoar de você. Negocia horário que vai permanecer e se ficar mais tempo, vão pagar a mais por isso e negocie a quantidade de fotos entregues, seja composite, fotolivro, etc.
Bom, acho que é isso.

Citação:
não sei a 105mm, mais a minha 85mm tem me surpreendido em retratos, apesar que a 70-200mm me serviria bem também...

Tenho paixão por lentes fixas... antes, usava somente a 50mm nos books. Lente fixa te dá qualidade sem comparação, mas... perde-se mobilidade.. Minha idéia da 85mm é realmente pra retratos... A 105 agregaria a função macro, mas, não com a mesma qualidade que a 85mm penso eu... mas, vamos deixar de lado a parte técnica né Mr. Green pra não perder o foco. yeah

Hermano S. Maior
Usuário em Aprovação, menos de 20 posts
Usuário em Aprovação, menos de 20 posts










Registrado em: Sexta-Feira, 30 de Novembro de 2007
Mensagens: 7

 


MensagemEnviada: Qua Jul 27, 2011 11:10 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Caro Igor, não sou profissional mas apenas um curioso em fotografia, é tanto que minha participação é quase zero, muito mais por falta de tempo e também por ignorancia em postar fotos. Apesar de tudo as minhas fotos não chegam nem aos pés dos colegas participantes do Digiforum. Mas, para não me alongar muito em problemas pessoais, gostaria de lhe perguntar se você já notou que recentemente, e principalmente nas grandes cidades, já existem grupos que contratam toda a festa, seja de aniversário de crianças, 15 anos ou casamento, do local do evento ao fotografo ou equipe de filmagem incluindo os albuns, filmagens e books. No meu entender estas empresas estão selecionando seus fotografos não por qualidade e sim pelo menor preço. Acho que os fotografos precisam se unir mais para fazer frente a este tipo de exploração do trabalho artistico. O que o amigo acha sobre o modesto comentário, e se já notou que estes empreendedores de eventos estão transformando profissionais em meros terceirizados?
Em tempo, muito boa sua entrevista, mostrou a realidade no profissionalismo fotografico de eventos.
Mostrar os tópicos anteriores:      
Publicidade
Parceiros DigiForum
Responder Mensagem


 Ir para:   



ao menos uma das palavras
todas as palavras
frase exata



Receber rss deste tópico
Exibir próxima mensagem
Exibir mensagem anterior
Enviar Mensagens Novas: Proibido.
Responder Tópicos Proibido
Editar Mensagens: Proibido.
Excluir Mensagens: Proibido.
Votar em Enquetes: Proibido.


Powered by phpBB :: phpBB Group :: FI Theme (modified) :: Todos os horários são GMT - 3 Hours :: Spam Poison :: Spam Catcher