DigiForum, comunidade online de fotografia e equipamentos fotográficos. Desde 2004 não apenas uma referência, mas sim uma realidade. Mais de 1 milhão de pessoas já obtiveram respostas sobre fotografia em nosso site. Mensalmente somos visitados por mais 140.000 visitantes únicos mensais. São 1.400.000 pageviews mensais feitos por visitantes humanos (já descontados os bots). DigiForum, comunidade online de fotografia e equipamentos fotográficos. Desde 2004 não apenas uma referência, mas sim uma realidade. Mais de 1 milhão de pessoas já obtiveram respostas sobre fotografia em nosso site. Mensalmente somos visitados por mais 140.000 visitantes únicos mensais. São 1.400.000 pageviews mensais feitos por visitantes humanos (já descontados os bots).
 FAQ  • Regras  • Pesquisar  • Membros  • Grupos  • Staff  • Portal  • Twitter DF  • Facebook DF
Registrar  • Meu Perfil  • Entrar e ver Mensagens Particulares   • Galeria de Fotos   • Loja Virtual   • Login
 Relato do processo contra o Mercado Pago e Mercado Livre

Exibir próxima mensagem
Exibir mensagem anterior

Receber rss deste tópico
Responder Mensagem
Autor Mensagem

Pedrão_RJ
Usuário Senior
Usuário Senior

Avaliações Positivas37

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Quarta-Feira, 15 de Março de 2006
Mensagens: 3263
Localização: Brasil

 


MensagemEnviada: Qui Out 25, 2012 12:35 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Bom galera, agora que a história terminou vou deixar aqui o relato, e que sirva como um alerta. Nunca costumei vender pelo ML e era um comprador muito ocasional.

Em Outubro/2011 vi um anuncio de uma lente nova, lançamento do fabricante, era a tokina 16-28mm 2.8 para fullframe. O vendedor era um senhor do interior do tocantins, e o valor era em torno de 2900.

Para não ter problemas na transação, optei pelo método que o próprio site ML sugere, chamado mercado pago. Se alguém ainda não sabe, dessa forma vc não paga direto, paga ao mercado pago, e só depois de receber e conferir é que dá um ok pro MP liberar a verba pro vendedor. O senhor até ofereceu um desconto caso pagasse direto na conta, mas ressabiado não topei e fui no que era pra ser o caminho seguro.

Interessante que o vendedor acompanhou o rastreamento e logo que constou no meu endereço ele perturbou por email para que eu confirmasse logo a transação. Calma rapaz, vou chegar em casa, abrir o pacote e conferir. Pois então notei que a lente tinha um problema, o sistema de auto-foco não funcionava, se não me engano estava solto, testei em mais de uma cam e nada feito. Na época até fotografei e filmei o defeito.

Nesse momento começou o primeiro impasse. Eu queria receber o dinheiro de volta e depois devolver a lente. Esse senhor fez propostas absurdas, do tipo descontos de 400 ou 600 reais no valor para que eu fosse consertar, mas isso sem ter a menor noção de quanto custaria um conserto, puro chute. Eu, de boa fé, e por morar numa capital com serviços de assistência, ofereci levar a lente para que um orçamento fosse feito, que obviamente seria por conta dele, mas estranhamente o cidadão não topou. Picareta detected.

Abri então um procedimento de reclamação no formulário do mercado pago, como consta, e por padrão eles obrigam que existam "duas rodadas" de tentativa de acerto entre as partes por dentro do site. Não houve acerto por email e nem por ali. Depois das duas rodadas, o mercado pago fez sua sentença. Indicou que eu deveria devolver a lente primeiro. Ok.

Enquanto isso eu salvava absolutamente tudo em telas printadas para uma eventual necessidade. Os emails e os formulários. Depois a advogada utilizou essa papelada.

Fiz então a devolução, enviei por sedex a cobrar com aviso de recebimento. Depois informei ao MP e aguardei uns 2 meses para receber meu dinheiro. Não recebi! Ao questioná-los, recebia respostas idiotas e absurdas do estilo "senhor, se sua compra foi com cartão, terá que aguardar estorno numa fatura" Só que eu já tinha informado que paguei por boleto! E nesse tempo o tal vendedor foi sumariamente "excluído" da "comunidade" do site. E como tem picaretas por aí...

Em dezembro após orientação jurídica o processo foi aberto em um Juizado Especial Cível, aqui onde moro. Foram acionados tanto o mercado pago quanto o mercado livre (que no fundo são a mesma empresa). O vendedor não foi acionado, afinal o problema era com o mercado pago que ficou com meu dinheiro e não o devolveu mesmo após ter feito o procedimento como eles recomendaram.

Tive o inconveniente de ter que ir duas vezes ao juizado, a primeira para uma audiência ridícula que não teve sequer tentativa de acordo, a empresa de SP contrata umas advogadas das mais barateiras e que vão lá sem saber de nada e pra não dizer nada, enquanto nós aguardávamos uma proposta de acordo pra agilizar o assunto.

A segunda audiência foi para ouvir a determinação da juíza, que liberou o mercado pago (?) e condenou o mercado livre a me pagar o dinheiro de volta corrigido e mais uma pequena indenização. Fiquei com uma impressão ruim porque pareceu que não entenderam que quem me sacaneou foi o Mercado Pago que não me devolveu meu dinheiro (e o ML sempre tem aquele discurso que não são vendedores, são só um local de anúncios). Mas enfim, como é tudo a mesma empresa, o negócio era receber meus direitos. A descrição final foi que o ML é sim vendedor e responsável segundo o CDC, e blablabla.

Moral da história, depois de pagar minha advogada fiquei com um valor muito baixo acima do ressarcimento da lente, meros 400 reais, isso com 10 meses sem receber o valor de volta. Quase pensei em não aceitar a solução e pedir uma indenização mais alta. Mas como demora demais, deixei.

E agora quando quero vender alguma lente pra comprar outra vem um interessado e me pergunta se eu não faço pelo mercado pago. Putz! Lógico que não!!!!

Not talking


Editado pela última vez por Pedrão_RJ em Qui Nov 29, 2012 7:01 am, num total de 1 vez

Humberto Yoji
Usuário Senior
Usuário Senior

Avaliações Positivas54

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Sábado, 11 de Abril de 2009
Mensagens: 4219
Localização: São Paulo - SP

 


MensagemEnviada: Qui Out 25, 2012 12:45 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Pedrão_RJ, sinto muito pela sua situação, mas fico feliz que houve um resultado e que você não ficou no prejuízo. Bom saber porque eu costumo comprar coisas pelo MercadoPago e, inclusive, um comprador em potencial me pediu para anunciar um produto no MercadoLivre para ele pagar por MercadoPago. Vou negociar com ele para ver se podemos fazer o negócio diretamente!

Valeu pelo relato! yeah

Ricardo Barbieri
Admin
Admin

Avaliações Positivas12

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Segunda-Feira, 25 de Julho de 2005
Mensagens: 6887
Localização: Nova Friburgo, RJ
Vendedor 1 Estrela

 

Web Master
Web Master
Staff DigiForum
Staff DigiForum

MensagemEnviada: Qui Out 25, 2012 1:01 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Pedrão_RJ, que chato hein amigo?
eu so compro coisas de valor significativo pelo ML de vendedores muito bem qualificados ou que possa fazer a transação pessoalmente, estou la ha mais de dez anos com mais de 100 transações, todas bem sucedidas, nunca tive problemas, provavelmente por esta postura de escolher bem o vendedor (ou sorte, vai saber...rs).

quanto a sentença, embora nao entenda nada de direito achei correta, voce comprou pelo mercado livre, o mercado pago é apenas o agente financeiro terceirizado pelo proprio ML.

apenas fiquei com uma duvida: o perdedor da acao nao é quem paga os honorarios do advogado da parte ganhadora?

estes casos sao sempre chatos, e em geral, a indenizacao nao compensa a perda de tempo e o aborrecimento...

abcs

Régis da Silva Presser
Mega Participativo
Mega Participativo

Avaliações Positivas24

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas1




Registrado em: Quinta-Feira, 19 de Mai de 2005
Mensagens: 1824
Localização: Sapucaia do sul - RS

 


MensagemEnviada: Qui Out 25, 2012 1:23 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Pedrão_RJ, em tese, tu podes cobrar do ML os gastos que tiveste com advogado, mas provavelmentetambém vais precisar de advogado pra fazer essa nova ação, e ele vai te cobrar honorários e etc... (embora seja um pedido singelo - ressarcimento dos gastos com honorários advocatícios - e talvez tu mesmo possas fazê-lo no balcão do JEC da tua comarca...).

sobre o valor da indenização: nao entendi se foi a título de danos morais, mas, se foi, te digo que aqui no RS é a mesma coisa: esses tempos até obtive uma indenização razoável em primeiro grau de jurisidição (R$ 5.000,00), mas a Oi recorreu e, em segundo grau, as turmas Recursais reduziram minha indenização pra 1.500 pilas... sem falar no tempo que esperei pra por a mão no dinheiro: mais de dois anos...

O fundamento para limitar o valor das indenizações é mais ou menos o de que indenizações "altas" por danos morais acarretariam o "enriquecimento" ilícito do preojudicado!!! Shame on you

POr isso que nunca recomendo o ML: já tive algumas dores de cabeça com esses picaretas... Big Mouth yeah

aluar
Usuário Senior
Usuário Senior

Avaliações Positivas7

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Quarta-Feira, 17 de Janeiro de 2007
Mensagens: 4521
Localização: são paulo/sp

 


MensagemEnviada: Qui Out 25, 2012 3:09 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Que bom que a historia se resolveu a seu favor...yeah

Mas, o tempo e a dor de cabeça que vc deve ter tido não há dinheiro que pague.

Não sei em outros estados..mas, já precisei utilizar os serviços do JEC aqui em SP..fui muito mal atendida..e o advogado do lugar me disse que o juiz não daria ganho de causa para mim por eu ter nivel universitário. Nesse caso, (segundo ele) quem tem nivel universitário tem obrigação de ler e entender contratos de compra/venda.

Isso entre outras tantas baboseiras.. d'oh!

Vivemos em um país que dá ganho de causa pros ditos "expertos" !!

Prefiro até pagar mais..mas, somente compro de lugares onde eu tenho total confiança.. yeah

Régis da Silva Presser
Mega Participativo
Mega Participativo

Avaliações Positivas24

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas1




Registrado em: Quinta-Feira, 19 de Mai de 2005
Mensagens: 1824
Localização: Sapucaia do sul - RS

 


MensagemEnviada: Qui Out 25, 2012 4:32 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

aluar, são pauloé outro planeta, então! aqui no Sul não acontece isso, não...as indenizações sao pequenas, mas ninguém diferencia classe social ou formação acadêmica na hora de julgar os pedidos...se fosse assim eu tava ferrado e perderia as ações que tenho contra a Oi... yeah

Pedrão_RJ
Usuário Senior
Usuário Senior

Avaliações Positivas37

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Quarta-Feira, 15 de Março de 2006
Mensagens: 3263
Localização: Brasil

 


MensagemEnviada: Qui Out 25, 2012 4:48 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Humberto Teté, ric, Régis da Silva Presser, aluar,
valeu pessoal.

ric, eu pensava invertido, pra mim o ML era mera vitrine e o MP era meu protetor na transação, foi ao MP que confiei meu dindin. Mas a juíza quis escrever outra coisa. Então tá.

sobre os honorários, Dr. Régis comentou aí. Utilizei uma advogada de indicação da minha esposa, e houve um acordo prévio que pagaria um percentual da indenização. Pra mim o importante era meu dinheiro de volta, de preferência rápido.

Alex M. Carmello
Usuário Senior
Usuário Senior

Avaliações Positivas210

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Terça-Feira, 26 de Setembro de 2006
Mensagens: 2724
Localização: Jundiaí - SP

 


MensagemEnviada: Seg Nov 05, 2012 5:46 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

É realmente muito complicado! Já deixei de vender várias vezes alguns produtos justamente por ter receio quanto ao Mercado Pago. E agora, ainda mais com todo o desenrolar dessa história. Fica o alerta!
Valeu por compartilhar com a gente Pedrão!

Abs,
Carmello

Hinotori
Eu moro aki!
Eu moro aki!

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Segunda-Feira, 16 de Agosto de 2004
Mensagens: 11276
Localização: São Paulo - SP

 


MensagemEnviada: Ter Nov 06, 2012 8:55 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Régis da Silva Presser escreveu:
Pedrão_RJ, em tese, tu podes cobrar do ML os gastos que tiveste com advogado, mas provavelmentetambém vais precisar de advogado pra fazer essa nova ação, e ele vai te cobrar honorários e etc... (embora seja um pedido singelo - ressarcimento dos gastos com honorários advocatícios - e talvez tu mesmo possas fazê-lo no balcão do JEC da tua comarca...).

sobre o valor da indenização: nao entendi se foi a título de danos morais, mas, se foi, te digo que aqui no RS é a mesma coisa: esses tempos até obtive uma indenização razoável em primeiro grau de jurisidição (R$ 5.000,00), mas a Oi recorreu e, em segundo grau, as turmas Recursais reduziram minha indenização pra 1.500 pilas... sem falar no tempo que esperei pra por a mão no dinheiro: mais de dois anos...

O fundamento para limitar o valor das indenizações é mais ou menos o de que indenizações "altas" por danos morais acarretariam o "enriquecimento" ilícito do preojudicado!!! Shame on you

POr isso que nunca recomendo o ML: já tive algumas dores de cabeça com esses picaretas... Big Mouth yeah


Na verdade, a questão não é enriquecimento ilícito...

As indenizações por danos morais são feitas de forma a dar exemplo e desmotivar que outros o façam, e por isso, deveriam ser valores altos, mas dentro das possibilidades daquele que cometeu o dano...

Porém, é fato, a justiça no Brasil está atolada em sua própria ineficiência, são diversas instâncias, diversas possibilidades de recorrer, etc... E com isso, hoje, já não se tem efetivo para atuar em cima do que existe, imagine então se as pessoas ouvirem que correr atrás dos seus direitos vale a pena.... Sim, é triste dizer isso, mas, a própria justiça o faz de forma a levar as pessoas a entenderem que não vale a pena correr atrás dos seus direitos.

Irresponsabilidade ou má vontade? Ou será que seria irresponsável tomar decisões que tornariam seu trabalho, que hoje já é impossível, mais impossível ainda? Enfim, essa é a triste realidade, e até que haja uma reforma severa de toda essa estrutura e ela funcione de forma mais enxuta, infelizmente, vai ser difícil que isso mude.

Régis da Silva Presser
Mega Participativo
Mega Participativo

Avaliações Positivas24

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas1




Registrado em: Quinta-Feira, 19 de Mai de 2005
Mensagens: 1824
Localização: Sapucaia do sul - RS

 


MensagemEnviada: Ter Nov 06, 2012 9:19 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Hinotori, mas aí é que tá. Se as indenizações fosse altas, o trabalho do P. Judiciário diminuiria! porque aí sim o princípio de que a indenização tem que atender a dois aspectos (reparação e prevenção) FUNCIONARIA. o cara da empresa X saberia que se sacanear o comsumidor ele vai acioná-lo judicialmente e, por isso, em grande parte das vezes, pensaria duas vezes em agir contrário à lei, com receio de "tomar' um processo e "marchar' com uma gorda indenização (mas no Brasil se considera um "pecado" "dar" muito dinheiro para quem sofreu prejuízos (morais e materiais)).

Enfim, essa é a ideia (e a gente sempre debate isso aqui no MP, indignado com esse procedimento dos julgadores, que perdem a cnhance de diminuir seu próprio trabalho de forma justa: indenizando adequadamente quem sofrer danos, em especial os decorrentes de relações de consumo), mas implantar isso na cabeça de quem decide não é tarefa fácil... yeah

Hinotori
Eu moro aki!
Eu moro aki!

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Segunda-Feira, 16 de Agosto de 2004
Mensagens: 11276
Localização: São Paulo - SP

 


MensagemEnviada: Ter Nov 06, 2012 10:24 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Régis da Silva Presser escreveu:
Hinotori, mas aí é que tá. Se as indenizações fosse altas, o trabalho do P. Judiciário diminuiria! porque aí sim o princípio de que a indenização tem que atender a dois aspectos (reparação e prevenção) FUNCIONARIA. o cara da empresa X saberia que se sacanear o comsumidor ele vai acioná-lo judicialmente e, por isso, em grande parte das vezes, pensaria duas vezes em agir contrário à lei, com receio de "tomar' um processo e "marchar' com uma gorda indenização (mas no Brasil se considera um "pecado" "dar" muito dinheiro para quem sofreu prejuízos (morais e materiais)).

Enfim, essa é a ideia (e a gente sempre debate isso aqui no MP, indignado com esse procedimento dos julgadores, que perdem a cnhance de diminuir seu próprio trabalho de forma justa: indenizando adequadamente quem sofrer danos, em especial os decorrentes de relações de consumo), mas implantar isso na cabeça de quem decide não é tarefa fácil... yeah


Você está pensando no longo prazo, porém, o longo prazo não resolve anos de pendências e mais outros anos de pendências que vão surgir do boom de processos, fora que até que efetivamente sejam pagas essas indenizações, lá se vai mais de década, pois sendo alta, as empresas vão recorrer até as últimas instâncias e depois pro Papa....

Hoje, até mesmo os JEC, que eram para agilizar, já estão com média de ano e meio a dois anos para encerrar processos que não cheguem a acordo...

A solução tem que contemplar essa reforma, senão, continua tudo igual... Mas, sabemos bem que tem um interesse maior por trás para segurar esse tipo de reforma... Tem um certo devedor mor, contumaz, que usa e abusa dessa lentidão para não cumprir com suas dívidas fazendo com que muita gente aceite receber 10-15% do valor devido só para se ver livre dessa tormenta, outras que nunca viram a cor do dinheiro e só seus filhos vão receber... Imagina se de repente esse certo devedor mor tivesse que pagar tudo.... Anxious

P.s.: não discordo do seu ponto de vista, e acredito, a maioria das pessoas de bem envolvidas no sistema(eu não sou, sou mero curioso) também anseiam por ter um sistema mais justo, porém, antes eu acredito que ele tem que ser muito mais eficiente e rápido, sem tantas voltas e revoltas... Do jeito que ele é hoje, os efeitos de um boom de processos seriam sentidos por décadas a fio...

Régis da Silva Presser
Mega Participativo
Mega Participativo

Avaliações Positivas24

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas1




Registrado em: Quinta-Feira, 19 de Mai de 2005
Mensagens: 1824
Localização: Sapucaia do sul - RS

 


MensagemEnviada: Ter Nov 06, 2012 1:29 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Hinotori, ok. a reforma processual (decente...) está caindo de madura.

cearense
Mega Participativo
Mega Participativo

Avaliações Positivas2

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Quinta-Feira, 20 de Janeiro de 2011
Mensagens: 1625
Localização: Macaé-RJ

 


MensagemEnviada: Ter Dez 04, 2012 6:53 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Pedrão_RJ,

Lamento o ocorrido, mas valeu por compartilhar! yeah

Renato_SBC
Usuário Participativo
Usuário Participativo

Avaliações Positivas1

Avaliações Neutras0

Avaliações Negativas0




Registrado em: Segunda-Feira, 3 de Janeiro de 2011
Mensagens: 142
Localização: São B. do Campo/SP

 


MensagemEnviada: Sáb Dez 08, 2012 10:39 am Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Eu não vendo mais pelo ML por causa dessas trapalhadas deles - especialmente o atendimento, que é nulo em efetividade.

Como comprador, prefiro ver os pontos do vendedor e como ele conseguiu esses pontos, e também evito usar o MercadoPago.

Enfim, preferia quando o ML era só um balcão de anúncios, com taxas razoáveis.


Aliás, não sei porque concorrentes como o OLX e outros não aproveitam essa brecha e organizam melhor seus sites. Gastam rios em propaganda mas não oferecem um serviço que o próprio ML oferecia há 10 anos atrás.
(eu até já pensei em abrir um concorrente, mas não tinha a grana para a propaganda necessária)

bernardo000
Usuário em Aprovação, menos de 20 posts
Usuário em Aprovação, menos de 20 posts










Registrado em: Terça-Feira, 8 de Janeiro de 2013
Mensagens: 1

 


MensagemEnviada: Ter Jan 08, 2013 1:10 pm Responder com CitaçãoVoltar ao Topo

Boa tarde a todos!

Agradeço por compartilhar esta experiencia, pois estou passando pela mesma situação e gostaria de saber o melhor jeito de prosseguir.

Fiz uma compra no valor de R$530 no ML e, após pago o valor que foi dividido em um boleto e em um depósito em conta, o "vendedor" excluiu sua conta e não responde meus contatos (eletrônicos e telefônicos). Assim, não houve possibilidade de realizar a famosa e ineficiente reclamação no MP.

Tenho lido bastante a respeito e me parece consenso que o ML é responsável pelas relações criadas entre vendedor e comprador através de seus anúncios, até porque cobra um valor do vendedor pela divulgação do produto e também uma espécie de comissão sobre vendas. Portanto, há relação de consumo do ML com o comprador e o comprador é protegido pelo Código do Consumidor.

Pretendo dar entrada com uma ação no Juizado Especial Cível contra o ML, pedindo o ressarcimento do valor. Gostaria de saber, pelas suas experiencias, se é necessário ter um advogado e quanto tempo demorou o processo. Vi que Pedrão_RJ deu entrada com este processo e teve êxito (aproveito para parabenizá-lo) e li também que a presença de um advogado é facultativa. Outra dúvida que tenho é se faz alguma diferença registrar reclamação no Procon.

Já agradeço qualquer dica que me possam dar.

Um abraço!
Mostrar os tópicos anteriores:      
Publicidade
Parceiros DigiForum
Responder Mensagem


 Ir para:   



ao menos uma das palavras
todas as palavras
frase exata



Receber rss deste tópico
Exibir próxima mensagem
Exibir mensagem anterior
Enviar Mensagens Novas: Proibido.
Responder Tópicos Proibido
Editar Mensagens: Proibido.
Excluir Mensagens: Proibido.
Votar em Enquetes: Proibido.


Powered by phpBB :: phpBB Group :: FI Theme (modified) :: Todos os horários são GMT - 3 Hours :: Spam Poison :: Spam Catcher